Search
Wednesday 23 September 2020
  • :
  • :

Rexona toma susto, mas ganha do Sanca; Brasília e SBC também vencem

Divulgação/CBV

Cariocas ainda não perderam na competição

Diante das vice-campeãs paulistas, a equipe do Rexona-Ades não pôde bobear. Encarando o São Cristóvão Saúde/São Caetano fora de casa, a equipe do técnico Bernardinho manteve a invencibilidade na Superliga feminina de vôlei ao vencer por 3 sets a 1, parciais de 25-18, 25-14, 23-25 e 25-21.

Com o resultado, o time carioca manteve a terceira colocação na disputa, somando 23 pontos em oito partidas disputadas. Uma das melhores atacantes deste primeiro turno, a ponteira Gabi voltou a ter boa atuação e foi eleita a melhor do duelo do ABC, com 22 pontos. Devido a uma contratura muscular nas costas sentida no jogo contra Brasília, a líbero Fabi não pôde atuar.

Atual campeão, o Rexona agora terá um difícil duelo contra o Pinheiros na próxima sexta (12), às 21h30 (horário de Brasília) no ginásio do Tijuca. Em nono na tabela, o Sanca vai a São José dos Campos no sábado (13) encarar o time da casa às 16 horas.

Mais partidas

A noite também foi boa para o Brasília Vôlei, que, após cinco derrotas seguidas, voltou a sair de quadra com um resultado positivo ao fazer 25-9, 25-21 e 25-22 sobre o São José. A central Edna, do time do Centro-Oeste, foi eleita a melhor da partida e premiada com o Troféu VivaVôlei. Já a ponteira Paula Pequeno, também do Brasília, foi a maior pontuadora, com nove acertos.

O três pontos somados fazem com que Brasília alcançasse os oito, ficando em sétimo lugar, ao passo que o time do interior paulista, com apenas quatro, agora segura a lanterninha. Isso porque o São Bernardo Vôlei bateu o Maranhão/Cemar por 25-18, 26-24, 19-25 e 25-22, chegando aos seis pontos, dando ao time o 11º lugar, à frente do próprio rival do Nordeste, que possui quatro.

Paula, do São Bernardo, foi eleita a melhor em quadra e recebeu o Troféu VivaVôlei. Apesar da derrota do seu time, Eli foi a maior pontuadora, com 17 acertos.

Já o Uniara/Afav conseguiu um importante resultado ao bater o Rio do Sul/Equibrasil por 3 a 1 (18-25, 25-21, 25-21 e 25-15), ultrapassando as rivais catarinenses e chegando ao oitavo lugar, na zona de classificação para os playoffs. Foi a recuperação das paulistas após a derrota diante do Maranhão, enquanto as catarinenses, sofrendo com lesões, perderam a segunda seguida.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x