Search
Thursday 20 February 2020
  • :
  • :

Roberta espera crescimento do Osasco Audax sobre São Caetano

Foto: João Pires/Fotojump

Osasco Audax/São Cristóvão Saúde abre o segundo turno da Superliga 2019/20 nesta sexta-feira (17), às 20h, no ginásio Lauro Gomes. A equipe comandada pelo técnico Luizomar entra em quadra para enfrentar o São Caetano/São Cristóvão Saúde em busca  da terceira vitória consecutiva e a manutenção da invencibilidade em 2020. A partida tem transmissão pelo Canal Vôlei Brasil e todos os detalhes e bastidores podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV (https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/). A rodada também marca a alteração na denominação da tradicional equipe osasquense, que acrescenta o São Cristóvão Saúde, grupo já apoiava o time nesta temporada.

Osasco inicia o returno da Superliga embalado por duas vitórias na retomada dos jogos após as festas de final de ano. Primeiro acabou com a invencibilidade do Itambé Minas, em Belo Horizonte, por 3 sets a 2 e, depois, passou pelo Valinhos por 3 a 0 no José Liberatti. “A equipe ainda teve altos e baixos no primeiro turno, mas temos muito a crescer e a prova disso é o desempenho atual. Com essas duas vitórias em 2020, ficamos mais perto dos líderes e agora é brigar para diminuir essa diferença e fazer um segundo turno com mais regularidade. Estamos no caminho”, avalia o técnico Luizomar.

A levantadora Roberta concorda com o técnico. “Temos um grupo novo, que se entrosa cada vez mais dentro de quadra. As dificuldades nos ajudam a crescer e o importante é que em nenhum momento deixamos de acreditar e de trabalhar para melhorar. Contra o São Caetano, vamos seguir com essa evolução, tentando sempre mostrar em quadra tudo o que temos treinado. Tenho certeza que faremos um segundo turno muito mais consistente”, garante a capitã do Osasco Audax/São Cristóvão Saúde.

Quarto colocado na Superliga, com nove vitórias em 11 partidas, Osasco enfrenta um adversário que ainda não venceu na temporada 2019/20 e que ocupa o penúltimo lugar na classificação geral. “São Caetano é sempre perigoso quando joga em sua casa, onde força muito o saque. Por isso, teremos que mostrar muita eficiência no passe ao mesmo tempo em que também teremos que sacar bem taticamente para complicar a recepção delas. O serviço tem sido uma arma poderosa para a gente nesses dois jogos em 2020 e queremos que continue assim”, completa a líbero Camila Brait.

Não por acaso, Osasco tem a sacadora mais mortal da Superliga. Roberta lidera as estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), com 22 aces. Em termos de recepção, Camila Brait é a vice-líder no fundamento, com 69% de eficiência. Já a ponteira Jaque se mantém no Time dos Sonhos, a seleção da competição atualizada rodada a rodada. Camila Brait e Bia integram o time B.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »