Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Rússia desbanca EUA e lidera junto com a China

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

A Seleção Russa não titubeou. No primeiro dos confrontos diretos que tinha neste fim de semana, as russas bateram as norte-americanas por 3 a 0 (25-17, 31-29, 25-23), e assumiram a liderança da Copa do Mundo. Estão empatadas com as chinesas, com oito vitórias e 24 pontos, mas com set average superior. A Sérvia aparece na terceira posição, também com oito vitórias, mas basta vencer a próxima partida para chega ao segundo lugar, já que China e Rússia se enfrentam no sábado (às 3h10, pelo horário de Brasília). E os EUA, que lideravam, caíam para a quarta posição.

 

Cometendo apenas dez erros em toda a partida, mas, principalmente, conquistando 16 pontos a 9 em bloqueios, a Rússia foi superior na partida desta sexta-feira. Destaque para a grande aposta do técnico Yuri Marichev para o jogo: a central Irina Fetisova, de 1,90m e 21 anos incompletos, que marcou sete pontos no fundamento.

 

“Coloquei Fetisova no início, na esperança de sermos capazes de surpreender a equipe dos EUA”, admitiu o treinador russo. Em nove partidas no torneio, esta foi a segunda em que Fetisova começou como titular – a outra foi contra o Peru.

 

As quatro maiores pontuadoras da partida foram russas. Kimberly Hill, a maior anotadora dos EUA, fez 13 pontos, contra 16 de Tatiana Kosheleva e 14 de Goncharova, Shcherban e da própria Fetisova.

 

O segundo set durou 39 minutos e foi dramático. Os EUA tiveram vantagem de 19 a 15 no placar e chegaram ao set point com 24 a 22. Mas um ataque de Kosheleva e um ponto de bloqueio da Rússia igualaram o marcador. As americanas ainda tiveram outras duas chances de fechar a parcial e igualar o duelo, mas falharam.

 

“Os EUA têm uma equipe muito forte, tínhamos de buscar a vitória. Na derrota contra a Sérvia, perdemos a concentração depois do segundo set. Hoje, a concentração foi total”, comentou Marichev.

 

Pelo lado americano, o técnico Karch Kiraly não escondeu a decepção, mas manteve o otimismo em relação ao que seu time ainda pode fazer no torneio.

 

“Foi uma derrota frustrante. Cada torneio traz alguma dor e adversidade, e esta (derrota) foi a nossa”, resumiu. “A Rússia jogou uma partida muito forte. (Shcherban) jogou bem, não executamos nosso plano de jogo contra ela. E a nº 15 (Kosheleva) sempre vai bem e foi bem hoje novamente. E amanhã, temos uma chance de reagir contra o bom time do Japão”, completou Kiraly.

 

Veja demais os resultados da nona rodada da Copa do Mundo:

 

China 3-0 Rep. Dominicana (25-16, 25-17, 25-19)
Argentina 3-2 Peru (16-25, 25-20, 21-25, 25-22, 15-12)
Sérvia 3-0 Cuba (25-22, 25-19, 25-15)
Coreia do Sul 3-0 Quênia (25-16, 25-16, 25-19)
Japão 3-0 Argélia (25-8, 25-10, 25-6)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
5 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Giovanna

Eu quis dizer que a responsabilidade não esta apenas nas mãos da levantadora.

Giovanna

Eu nao acho que a responsabilidade esta somente na distribuição da levantadora, uma porque se a seleção brasileira tivesse uma jogadora hj no nível de Tin Zhu ou Brakocevic ou Kosheleva, a nossa seleção iria ter menos dificuldades para passar pelos adversários. Fe Garay é ótima atacante mas tbem tem limitações no ataque, Natália tem dificuldades ainda na ponta , não é uma jogadora solta como era de oposta, Gabi é muito técnica mas sofre muito qdo joga com seleções muita altas, Sheila eu acredito que vai voltar a sua técnica e Rosamaria é boa, mas ainda não passa confiança.… Ler mais »

Giovanna

Confesso que também gostei muito da vitória da russa contra as soberbas americanas. Mas analisando o jogo dos EUA a alguns jogos ja se nota um jogo tático que se pode marcar e falhas , por exemplo com o bloqueio de Akirandewo, ela ataca muito bem , mas no bloquei é péssima pois nunca consegue fazer a junção com a outra jogadora nas bolas de ponta na entrada e na saída. A Hill sempre ataca na diagonal na junção dos bloqueios ou na paralela sempre explorando o bloqueio. A levantadora que faz a inversão com Fawcette arrisca muito com as… Ler mais »

Suresh

Neste caso cabe é responsabilidade quase exclusiva da levantadora, porque não acho que as nossas atacantes estejam num nivel inferior dos demais países. Ao contrário temos uma variedade de técnicas muito grande entre nossas ponteiras (Fê Garay direcionamento, Natália força, Gabi e Jaque Técnica), e três opostos de habilidades distintas: Sheila, Tandara e Rosamaria.

Ronaldo

Adorei a vitoria da Russia frente aos Estados Unidos apesar de nao gostar das russas(Apenas da Artamanova e Sokolova); e quando se joga de igual pra igual a gente ve quem pode mais ….e se o Brasil jogar tudo que sabe com thaisa e fabiana na seleçao quero ver se os Estados Unidos vai aguentar ainda mais aqui no Rio…

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x