Search
Tuesday 18 February 2020
  • :
  • :

Sada Cruzeiro atropela Sesi-SP e é pentacampeão da Copa Brasil

Foto: Filipe de Andrade/Inovafoto/CBV

É pentacampeão! O Sada Cruzeiro soltou o grito depois de uma grande exibição em Jaraguá do Sul-SC neste sábado, 25/01. Na final da Copa Brasil, o plantel cinco estrelas aplicou um 3 sets a 0 pra cima do Sesi-SP para chegar ao seu quinto título da competição. As parciais do confronto decisivo foram 25/23, 25/22 e 25/12. Este foi o terceiro troféu consecutivo da Raposa no torneio nacional, depois das conquistas em 2018 e 2019. E com os triunfos de 2014 e 2016, o time cruzeirense se isola como o maior campeão do torneio.

Diante da Arena Jaraguá lotada, Sada Cruzeiro e Sesi, que duelaram pela terceira vez numa final de Copa Brasil, escreveram mais uma página de uma das maiores rivalidades do voleibol nacional. Com a conquista deste sábado, o clube mineiro chegou a 11 troféus nacionais (seis de Superliga e cinco da Copa Brasil), contra um dos paulistas (da Superliga).

Em Santa Catarina, prevaleceu o volume de jogo e ritmo intenso aplicados pelo plantel azul. Sacando pesado, os cruzeirenses ditaram o andamento do confronto, contaram com a distribuição precisa de Fernando Cachopa e tiveram um bom aproveitamento no ataque. Ainda brilhou a parte tática, com mudanças cirúrgicas e eficientes de Marcelo Mendez, que guiou o resultado nos momentos decisivos.

“Trabalhamos para jogar cada dia melhor e trabalhamos para sermos campeão também. Nem sempre é possível, mas este é sempre o nosso objetivo. Fico feliz pelo jogo que fizemos na semifinal e por tudo que mostramos hoje nesta decisão. Nos dois primeiros sets conseguimos fechar e atuar melhor nas bolas decisivas, acho que foram duas ações de bloqueio importantes. Já no terceiro set fizemos muita diferença no ataque e no saque também. Mostramos um bom voleibol e temos que seguir trabalhando assim na Superliga”, analisou o comandante da Raposa.

Na finalíssima, o oposto Luan foi novamente titular, assim como na semifinal, depois de Evandro sentir um incômodo nas costas. E ele fez mais uma boa partida, terminando como maior pontuador da equipe celeste ao lado de Isac, com 13 pontos cada. Alan, do Sesi-SP, foi o artilheiro do jogo, com 18.

“A nossa equipe está de parabéns pelo que fez hoje. A gente sabia das dificuldades que enfrentaríamos, eles têm um time forte e também estão de parabéns. Mas nós trabalhamos para isso, para nos superar nos momentos decisivos. E é assim, com um passo de cada vez, que se consegue construir uma equipe vencedora. Estamos preparados para o que ainda virá nesta temporada e vamos comemorar muito a conquista de hoje”, comentou o oposto Luan.

Desde 2010, a equipe do Sada Cruzeiro conquistou 36 troféus e chegou a 43 finais dos 49 campeonatos disputados.

Sada Cruzeiro: Fernando Cachopa, Luan, Facundo Conte, Perrin, Isac, Otávio e o líbero Lukinha. Entraram: Rodriguinho Leme, Evandro e Filipe. Técnico – Marcelo Mendez.

Sesi-SP: William, Alan, Lucas Lóh, Fábio, Éder, Barreto e o líbero Murilo. Entraram: Matheus, Victor, Daniel, Darlan e o líbero Douglas Pureza. Técnico – Rubinho.

Estrangeiros do Sada Cruzeiro comemoram o primeiro troféu da Copa Brasil

A taça levantada pelo Sada Cruzeiro na noite deste sábado, 25/01, teve sabor de novidade para grande parte do elenco celeste. Com muitas mudanças, o grupo conta com sete novos jogadores em 2019/20 e seis deles têm mais um elemento em comum depois desta noite: o primeiro título da Copa Brasil, após a vitória contra o Sesi-SP, por 3 sets a 0, em Jaraguá do Sul-SC.

É o caso dos estrangeiros Facundo Conte e Gord Perrin, e também de Lukinha, Rodriguinho Leme, Cledenilson e Hugo. Campeão em 2016/17 pelo Taubaté, Otávio é o único estreante da Raposa com status de bicampeão.

Para o argentino Facundo Conte, o troféu deste sábado coroa um trabalho em grupo. “Eu estou muito feliz. Nosso time teve um bom começo de temporada, trabalhamos muito para estar onde estamos hoje, jogando como estamos. Viemos jogando muito bem nas últimas competições, principalmente no Mundial, e hoje também. Nos momentos difíceis durante a semifinal e a decisão, estivemos sempre lá em cima, mostrando nossa força. Então estou feliz demais por essa conquista, que é de todo o time. Estou mais do que adaptado ao Brasil, não tenho palavras para descrever o que sinto pelo país, pelo voleibol daqui, pelo Sada Cruzeiro. São só palavras de felicidade que posso dizer agora”, afirmou Facundo Conte.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »