Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Sem chances!!! Molico Osasco domina final e conquista o bi Paulista contra o Sesi-SP

Foto: Régis Thiago/Melhor do Võlei

Inquestionável. Assim pode ser definida a vitória do Molico Osasco por 3 a 0 (21-13, 21-18 e ) sobre o Sesi-SP, neste domingo (01/12) em Osasco, na grande final do Paulista 2013. Sem dar chances ao rival, o time osasquense pode comemorar seu décimo primeiro título estadual, sendo o segundo seguido.

Em busca do título inédito e o segundo da temporada (já havia ganho a Copa São Paulo), o Sesi-SP entrou em quadra desfalcada mais uma vez de Ju Costa. O jogo começou a mil por hora. Com Thaísa pelo meio, Adenízia em  bloqueio e Sheilla numa largadinha, o time da casa abriu 3 a 0. Bem no volume de jogo, o Molico Osasco foi para o primeiro tempo com o placar de 7-3.

Fora de quadra, a torcida parecia em sintonia com o time de Osasco. A galera pedia para sacar em tal jogadora e, por coincidência, a jogadora atendia. Logo a vantagem aumentou para 10-4, quando Talmo pediu tempo.

Pri Daroit era a vítima da torcida e dos saques de Osasco. Com um passe ruim, o Sesi não conseguia rodar. Com 12-5 contra, Talmo colocou em quadra Neneca e Carol Albuquerque. Com a entrada delas, o Sesi rodou, fez três pontos seguidos e obrigou Luizomar a parar o jogo. O placar do segundo tempo técnico foi 14-9 para Osasco.

A breve reação do Sesi foi parada com alguns erros que fizeram o placar aumentar para 17-10. Mesmo com o tempo solicitado, não deu para o Sesi buscar. Com o Molico Osasco quase perfeito na defesa e no bloqueio, o set foi vencido por 21-13, após um ponto de ataque de Lia.

No segundo set, o Molico Osasco começou no mesmo ritmo que terminou e abriu 5 a 0. Um tempo pedido por Talmo fez o jogo voltar ao normal com três pontos seguidos do Sesi. Luizomar respondeu com novo tempo e o Osasco voltou a rodar, indo para a pausa técnica com 7-3.

Um pouco melhor no bloqueio, o time do Sesi ainda sofria com a dificuldade na recepção e também com erros de ataque. Tal situação não permitia que o time encostasse no placar. Com 10-5 contra, Talmo pediu novo tempo.

Tentando melhorar a situação, Talmo sacou Pri Daroit e colocou Mari Casemiro em quadra na altura do 13° ponto. A mudança gerou melhora e o time do Sesi encostou no placar, fazendo a diferença cair para um ponto (14-13) e obrigando Luizomar a chamar um tempo.

A seguir, o jogo ficou tenso, como um ponto lá, um ponto cá, empurrando a decisão para o finzinho da parcial.  Com a vantagem no placar, Osasco utilizou a pressão do momento a seu favor e fechou em 21-18 em uma bola de China com Thaísa.

O terceiro set começou com o jogo mais parelho, sem ninguém abrir e com o Sesi-SP ficando em ligeira vantagem em alguns momentos. Após uma reclamação contra a arbitragem, o Sesi-SP levou cartão amarelo, quando o placar estava 6-6. Com um bloqueio, o Molico Osasco ficou na frente no primeiro tempo.

No retorno, o Sesi-SP sentindo a responsabilidade de ir buscar a virada seguiu cometendo erros. Talmo promoveu novamente a entrada de Neneca e Carol para tenta estabilizar o time em quadra. O segundo tempo técnico teve o placar de 14-10 para Osasco.

Em contagem regressiva no retorno do tempo, o Molico Osaco seguiu jogando com tranquilidade. Talmo voltou com Dani Lins e Ivna e conseguiu em uma sequencia de pontos encostar (14-13) e obrigar Luizomar a parar o jogo.

A pausa esfriou a reação do adversário e colocou o jogo novamente numa normalidade. As equipes passaram a trocar pontos e encaminhar o jogo par amais perto do final. A última cartada de Talmo foi um tempo com 18-16 para o Molico Osasco.

A pausa fez o Sesi voltar e buscar o empate. Com 19-19, um toque de Dani Lins na rede deu o match point para Osasco. Coube a italiana Caterina Bosetti bloquear e fazer o ponto do título. Molico Osasco Campeão Paulista.

 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x