Search
Monday 28 September 2020
  • :
  • :

Sem dificuldades, Brasil atropela o Chile

Drussyla, com 15 pontos, foi o destaque brasileiro. (Foto: Nelson Rios/CSV)

A seleção brasileira feminina de vôlei segue invicta na 32ª edição do Sul-Americano. Em busca do 20º título da competição, o time do treinador José Roberto Guimarães venceu, nesta quinta-feira (17.08), o Chile por 3 sets a 0 (25/5, 25/10 e 25/7), em 58 minutos de jogo, no Coliseo Evangelista Mora, em Cali, na Colômbia. Foi a terceira vitória consecutiva das brasileiras que já passaram por Argentina e a Venezuela também por 3 sets a 0. O campeão da competição garantirá vaga no Mundial de 2018, no Japão.

O técnico José Roberto Guimarães começou a partida com uma formação diferente em relação as últimas partidas, com a levantadora Macris, a oposto Monique, as ponteiras Amanda e Drussyla, as centrais Mara e Carol e a líbero Gabi.

O quarto desafio do Brasil no Sul-Americano será o Peru às 19h (horário de Brasília) desta sexta-feira (18).

As ponteiras Drussyla e Amanda, com 15 e 11 pontos, respectivamente, e a central Mara, com 13, foram as maiores pontuadoras entre as brasileiras. Destaque para o bloqueio brasileiro, com 12 pontos no fundamento contra apenas três do Chile.

A ponteira Amanda comentou sobre a partida e falou do próximo adversário do Brasil no Sul-Americano.

“Jogamos com seriedade e fizemos uma boa partida. O Zé Roberto conseguiu colocar toda a equipe para jogar e isso é importante para ganharmos ritmo de jogo. Agora temos que pensar no time peruano que tem um treinador brasileiro, o Luizomar de Moura, que conhece a nossa equipe. Elas têm um time de tradição e vamos nos preparar bem para termos uma boa atuação contra elas”, explicou Amanda.

A jovem ponteira Drussyla, de 21 anos, destacou a seriedade das brasileiras na partida contra o Chile.

“Nós respeitamos o Chile e mostramos isso na forma que jogamos. Conquistamos a nossa terceira vitória em um campeonato de pontos corridos e seguimos na busca pelo título e a vaga no Mundial. Temos mais duas partidas para conseguir o nosso objetivo”, disse Drussyla.

O Brasil é o maior vencedor na história do Sul-Americano com 19 títulos e venceu as últimas 11 edições da competição.  No Sul-Americano, em Cali, todas as equipes se enfrentam e a seleção que conseguir o maior número de vitórias ficará com o título.

O JOGO

O Brasil fez os seis primeiros pontos da partida. O time verde e amarelo dominou o início da parcial e abriu 11 pontos. As brasileiras foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/3. Jogando com velocidade e seriedade, o Brasil fez 20/5 com uma pancada da ponteira Drussyla. O time verde e amarelo não deu chances para o Chile e venceu o primeiro set por 25/5.

O Brasil seguiu melhor no segundo set e fez 4/2. No primeiro tempo técnico, o time verde e amarelo vencia por 8/2 e a ponteira Amanda se destacava no ataque. Quando o placar estava 12/3 para o time verde e amarelo, o técnico do Chile pediu tempo. O Brasil foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/6. O time verde e amarelo dominou a parcial até o final e venceu o segundo set por 25/10.

O Brasil fez 8/3 no início do terceiro set. O time verde e amarelo tinha nove de vantagem no segundo tempo técnico (16/7). As brasileiras fizeram os nove pontos seguintes da partida e venceram o set por 25/7 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES:

BRASIL: Macris, Monique, Drussyla, Amanda, Carol e Mara. Líbero – Gabi
Técnico – José Roberto Guimarães

CHILE: Reyes, Novoa, Morales, Bertens, Gomes e Steinmetz.  Líbero – Novoa
Entraram – Carvajal, Malagueno, Nunez e Castro
Técnico – Eduardo Guillaume

TABELA DO SUL-AMERICANO FEMININO

15.08 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Argentina (25/21, 25/15 e 25/15)
16.08 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Venezuela (25/15, 25/6 e 25/12)
17.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Chile (25/5, 25/10 e 25/7)
18.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil x Peru, às 19h (Horário de Brasília)
19.08 (SÁBADO) – Brasil x Colômbia, às 17h30 (Horário de Brasília)

 

 

Já conferiu as promoções de camisas de vôlei na FutFanatics? Corre lá




Subscribe
Auto Notificar:
guest
5 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Profissional

Essas equipes sul-americanas são muito fracas.

Cassio

Discordo. Os times da Argentina, Colombia e Peru estao melhorando, logo logo vão aparecer mais na Liga Mundial.

Carlos

Tomaram uma virada da FRA. Os franceses inspirados na seleção principal que ganhou do BRA na final da Liga Mundial, foram buscar o jogo e venceram os 3 últimos sets. Destaque para BASSEREAU que fez nada mais que 23 pontos.
Pena que não há transmissão na internet. Neste grupo ainda tem CUBA e POL e JAP.

Carlos

Post em reportagem errada.Favor excluir.

RENAN

nome do jogo = Mara do Borel

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x