Search
Monday 21 September 2020
  • :
  • :

Sem Thaísa, Molico/Nestlé mostra favoritismo e vence Rio do Sul/Equibrasil

Foto: João Pires/FotoJump/Divulgação

O esforço de Rio do Sul/Equibrasil para tentar vencer a partida contra o Molico/Nestlé na noite desta sexta-feira em Osasco (SP) já teria de ser gigantesco. Mas com a torção do pé direito da ponta Vanessa durante o segundo set da partida válida pela Superliga, a missão ficou praticamente impossível. A jogadora catarinense é uma das principais atacantes do time e teve de abandonar o jogo com muita dor. Ela foi medicada e deve passar por exames neste sábado, para avaliar a gravidade da lesão.

O jogo esteve sempre na mão do Molico/Nestlé. Sheilla, Adenízia, Bosetti e a levantadora Fabíola, eleita a melhor do jogo recebendo o troféu Viva Vôlei, dominaram a partida marcada por alguns erros do time catarinense. A partida terminou 3 sets a 0 (21-9, 21-16 e 21-11) e foi marcada pela superioridade das meninas comandadas por Luizomar de Moura.

Priscila e Arianne foram as principais jogadoras do time de Rio do Sul. Jaque entrou ao longo do jogo e foi bem nos levantamentos, servindo as atacantes. Só que do outro lado, o bloqueio e as boas defesas de Camila Brait garantiram a reação do time de Osasco em contra-ataques, levando a melhor na partida.

Para o técnico de Rio do Sul, Rogério Portela, o Molico/Nestle mostrou-se superior durante a partida e fez por merecer a vitória. Rio do Sul foi valente e lutou até o fim, mas a disputa contra um time com várias jogadoras que fazem parte da Seleção Brasileira, teve sua desvantagem.

“A gente vem de uma sequência muito forte de jogos, contra os favoritos ao título. E a contusão da Vanessa deixou a gente em uma situação ainda mais complicada. Acredito que valeu pelo esforço, a vontade e a garra, mas vamos treinar para melhorar ainda mais na próxima partida diante do Unilever”, comentou.

A central Thaisa desfalcou o Molico/Osasco no duelo e também desfalcará nos próximos dois jogos pela Superliga 2013/14. A atleta ficará por tempo indeterminado sem treinar saltos e realizando somente trabalhos de fisioterapia e de fortalecimento muscular. Poupada diante do Uniara/AFAV, pelo Paulista, no dia 08 de outubro, e contra São Bernardo, pela Superliga, no dia 10 de outubro, Thaisa chegou a ficar sem treinar e jogar durante uma semana. 

“Os exames que a Thaisa realizou mostraram uma alteração crônica, mas com sintomas de processo inflamatório agudo. A partir desse resultado nós conversamos com ela e resolvemos afastá-la já que ela relatou que estava com muita dor. A Thaisa tem, como a maioria dos atletas, uma sobrecarga nos joelhos que vinha sendo controlada clinicamente nos últimos anos com períodos de melhora e outros com dores. Neste ano ela apresentou, a partir do meio do ano, um aumento importante da dor que vinha sendo controlada medicamentosamente e com fisioterapia e essa piora clínica foi determinante para a nossa decisão”, explicou o Dr. Tiago Fruges Ferreira, médico do Molico/Osasco.

Após dois jogos sendo preservada, Thaisa voltou a jogar diante do SESI-SP, do Vôlei Amil e os dois embates contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano. No entanto, as dores ficaram mais intensas e a decisão pelo afastamento foi tomada. “Durante o período sem jogar, a Thaisa fará apenas trabalhos de fisioterapia e de fortalecimento para que o processo inflamatório volte a ser controlado. O fisioterapeuta Fernando, que trabalha com ela há cinco anos, disse que nunca tinha visto ela tão sintomática e essa parada é providencial”, completou o Dr. Tiago.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x