Search
Friday 18 September 2020
  • :
  • :

Sesi e Banana Boat fazem jogo cheio de emoções e no tie-break, time paulista passa para a semifinal

Foto: Everton Amaro/Divulgação

A última vaga na semifinal da Superliga feminina de vôlei 13/14 foi decidida apenas no tie break. E, depois de uma partida bastante disputada, o Sesi-SP levou a melhor e venceu o Banana Boat/Praia Clube (MG) por 3 sets a 2 (17-21, 21-14, 19-21, 21-13 e 15-9), em 2h15, nesta sexta-feira (04/04), no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

Sesi e Banana Boat/Praia Clube vieram para o jogo sem novidades. Bia, ainda se recuperado de Dengue seguiu de fora, enquanto Herrera, apesar de ter viajado com a equipe, novamente assistiuos jogo no meio da galera.

Quem começou o jogo melhor foi o Sesi. Com melhor volume de jogo, abriu 4 a 1 antes de Spencer pedir tempo. Na volta, o Praia começou a rodar, mas a diferença se manteve no primeiro tempo, com 7-4. 

Em reação espetacular, o Praia conseguiu na volta do tempo emplacar 4 pontos e virou para 9-8, obrigando Talmo a pedir tempo.

Tecnicamente o jogo apresentava os dois times errando por nervosismo e ansiedade. A parcial do segundo tempo marcava 14-13 Sesi.

Aproveitando melhor os erros do rival, o Praia conseguiu abrir 18-15, mas permitiu ao Sesi encostar em 18-17. Spencer pediu tempo e a situação de reação foi contida. Em ataque de Mari, o Praia fechou em 21-17.

Depoi sde cometer 11 erros no primeiro set, o Sesi precisava se recuperar e começou o segundo fazendo 4-2, só que no quinto ponto, o jogo empatou. O primeiro temoo registrou placar de 7-6 para o Sesi.

No retorno, Talmo tirou Suelle e colocou Dayse e logo sairam quatro pontos consecutivos, fazendo 11-6.

Superior na virada de bola, o time da casa segurou a frentr do placar no sefundo tempo com 14-10. E o Sesi realmente se recuperou em grande estilo. Abriu ainda mais. Fez 17-11, forçando o Praia a pedir seu sefundo tempo e fechou a conta em 21-14, apos erro de saque do Praia Clube.

O terceiro set começou equilibrado, com mistura de erros e acertos pelos dois lados. Nessa, o Praia se deu melhor e fez 7-5 no primeiro tempo.

Com cinco erros no set, o Sesi viu seu rival abrir em seguida 11-8, fazendo Talmo parar o jogo. Ao ver o Sesi encostar com 10-12, Spencer respondeu pedindo tempo. Talmo voltou fazendo a inversão com Carol e Neneca. Conseguiu a virada.  No Praia entraram Glass e Leticia Hage, antes do sefundo tempo, agora, com 14-12 para o time paulista.

O Sesi chegou a fazer 17-14, mas tomou uma virada incrível. Glass faz a diferença no saque e o placar passou a ser do Praia com 19-17. A vantagem foi mantida e o Praia ficou perto da semifinal com 21-19 e 2 a 1.

Com a corda no pescoço, o Sesi jogando o tudo ou nada saiu na frente e fez 7-6 no quarto set. Com  mais volume, a vantagem subiu para 11-8 em seguida. Spencer pediu tempo. Pouco resolveu e com uma jogada mágica de Dani Lins, o Sesi foi para o segundo tempo com 14-9.

O Praia chegou a reagir, marcando 14-11, mas jogando a sobrevivência, o Sesi não vacilou e fez 21-13 e 2 a 2 no jogo.

O tie-break começou nervoso, com reclamações, cartão amarelo para o Praia e o time de Uberlândia fazendo 5-3. Após tempo, o Sesi empatou e foi a vez do time adversário parar o jogo.

Na volta, dois erros do Praia deixaram o Sesi na boa com 7-5. A virada de quadra foi com 8-6 para o time da casa.

O jogo ficou tenso. Era catimba dos dois lados e na pressão da decisão, o Banana Boat/Praia Clube acabou cedendo primeiro. Com um erro de ataque de Leticia, deu 12-9 para o Sesi. Vantaem essa que foi decisiva para o time da indústria vencer por 15-9.

A ponteira Dayse, que entrou no segundo set, foi eleita a melhor da partida e foi premiada com o Troféu VivaVôlei. Maior pontuadora da partida decisiva, em uma noite inspirada, a central e capitã do Sesi-SP marcou 24 pontos. “Foi uma luta, não foi fácil, mas deu tudo certo. Mesmo na dificuldade, o nosso time jogou unido o tempo todo. Já esperávamos um confronto difícil, mas o importante foi que estivemos unidas durante toda a partida”, destacou Fabiana.

Com poucas palavras, a Capitã do Praia Clube Monique falou que o que faltou ao seu time foi errar menos. “Tivemos a oportunidade de fechar o jogo no quarto set, não conseguimos, e elas cresceram no jogo. Depois erramos muito no tie break e elas tiveram mérito de aproveitar a falta de atenção do nosso time”, comentou Monique.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x