Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Sesi-SP reedita semifinal da Superliga Feminina querendo repetir 2014

Crédito: Divulgação/Sesi-SP

Crédito: Divulgação/Sesi-SP

 

 

Na temporada passada, o time feminino do Sesi-SP conseguiu quebrar uma sequência de nove anos de final entre Rio de Janeiro e Osasco, eliminando as rivais da Grande São Paulo. Para a atual Superliga, o cenário de confronto se repete. A partir deste sábado, às 11h30, na Vila Leopoldina, Sesi-SP e Molico/Nestlé se encontram para definir a vaga na decisão da temporada 2013/2014. Porém, desta vez o Sesi-SP entra em situação de vantagem, ao contrário de 2014, podendo fazer duas partidas em casa na melhor de três.

 

Para o técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, passado é passado e a temporada anterior é história. Segundo o “chefe”, em 2014 a equipe construiu uma boa sequência na competição, depois de algumas dificuldades, e chegou à final. Para esse ano, o time amadureceu, jogadoras que não eram colocadas como atletas principais no cenário nacional vêm se destacando e a campanha apresentada foi fundamental para a evolução na competição.

 

O técnico não se preocupa com a pressão para a partida, ele só pensa em fazer uma boa sequência de jogos e seguir para mais uma vez disputar o título.

 

“Temos mais uma oportunidade de passar por uma semifinal e fazer uma grande final. O time está muito preparado com relação à pressão, a gente vive buscando o melhor rendimento, e as melhores situações, é o tempo inteiro todo mundo se doando. Então estamos preparados para esse momento. Todo mundo quer estar entre os quatro da Superliga, e a gente está com essa oportunidade”, comentou, que rechaçou qualquer favoritismo da equipe da Vila por conta da campanha e dos jogos em casa.

 

“Não tem nada de favoritismo, está tudo igual, é equilibrado. Nós já ganhamos lá e perdemos lá. Já ganhamos aqui e perdemos aqui. Isso não influencia em nada. Em cada jogo, em cada ponto que a gente buscar aqui tem que fazer o melhor”, completou.

 

Seguindo a mesma linha de pensando de Talmo, a ponteira Pri Daroit também não vê favorito e espera uma grande partida, decidida nos detalhes. “Nesse confronto não existe favoritismo, as duas equipes são de altíssima qualidade, tem jogadoras excelentes dos dois lados. Vai ser o jogo de quem souber ser mais inteligente e de quem errar menos. Quando as equipes se enfrentam é jogo disputado, decidido no detalhe”.

 

Quinta colocada no ranking de melhor saque da Superliga, Suelle não espera nenhum mistério ou surpresa para a partida deste fim de semana. A ponta acredita que estudar bem as adversárias e colocar em pratica o que a equipe vem treinando será fundamental para vencer um jogo que já se tornou um clássico paulista.

 

“Chegar em uma semifinal já é uma grande conquista, contra Osasco novamente já virou um clássico. Vai ser um jogo tão difícil quanto os outros da fase classificatória. Eu acho que temos que entrar mais focadas, com certeza elas vão estudar muito a nossa equipe, como nós estamos estudando. Não vamos ter grandes surpresas, eu acho que a gente tem que fazer nosso dever de casa. Eu acredito que vai ser um jogão de ambas as partes e espero que a nossa equipe consiga dar o 100% porque elas também darão”, finalizou.

 

Sesi-SP e Molico/Nestlé se enfrentaram duas vezes pela Superliga, com duas vitórias para o time da Vila Leopoldina. O jogo deste sábado terá transmissão do Sportv e os ingressos são gratuitos, podendo ser trocados por 1kg de alimento não perecível, que será doado à Casa do Pequeno Cidadão.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x