Search
Monday 23 November 2020
  • :
  • :

Sesi-SP vence e será o adversário do Sada Cruzeiro na final da Copa Brasil

Foto: Ivan Amorim/CBV

Depois da definição do Sada Cruzeiro (MG) como o primeiro finalista da Copa Brasil masculina de vôlei, o Sesi-SP entrou em quadra e, ao bater o Kappesberg Canoas (RS), conquistou a segunda vaga para a grande decisão. O time de São Paulo derrotou o de Canoas por 3 sets a 0 (21-19, 21-13 e 21-17), nesta quinta-feira (23/01), no ginásio Chico Neto, em Maringá (PR).

A final entre Sada Cruzeiro e Sesi-SP será nesta sábado (25.01), às 10h, no mesmo local. A partida que dará o título da Copa Brasil e, automaticamente, a vaga no Sul-Americano de Clubes, terá transmissão ao vivo da TV Globo (exceto para São Paulo).

Após a partida desta quinta, um dos destaques do Sesi-SP, o central Sidão, já falou sobre a decisão do próximo sábado. “Eles estudaram bastante o nosso time, mas nós também tivemos uma boa tática e hoje deu certo. Tenho certeza que ser uma linda final e contamos com a torcida de Maringá para nos ajudar nesse jogo”, comentou Sidão.

O ponteiro Murilo elogiou não só o resultado, como toda a competição. “Maringá está de parabéns por recepcionar essa Copa Brasil, que foi um pedido de todos nós, atletas. Agora, depois dessa boa vitória, não sei dar um palpite sobre a final. Vai ser muito difícil para os dois lados e espero que a torcida prestigie, pois vai ser um jogão”, disse Murilo.

Pelo lado do Kappesberg Canoas, o treinador Marcelinho Ramos lamentou a derrota, mas garantiu que a equipe gaúcha vai sair de cabeça erguida da competição.

“Quando jogamos contra eles na Superliga conseguimos equilibrar bem as ações. Hoje a nossa rodada de bola não funcionou. O Sesi-SP fez muitos pontos diretos. Enquanto o nosso saque não entrou o do Sesi-SP funcionou. Eles têm uma sequência muito forte com o Sidão, o Lucão e o Evandro. No entanto, essa competição foi muito importante e nos deu um novo ânimo para continuar na Superliga”, concluiu Marcelinho Ramos.

O JOGO

Sidão abriu o jogo com ponto de bloqueio a favor do Sesi-SP. A parcial começou equilibrada (6/6). O time de São Paulo conseguiu abrir dois de vantagem em 10/8, mas Kappesberg Canos encostou novamente: 13/12. No bloqueio do central Salsa, o time gaúcho deixou tudo igual (16/16). Com uma largadinha do ponteiro Lucarelli, o Sesi-SP colocou um ponto a frente na reta final do set: 19/18. O central Lucão foi o responsável por encerrar o set com vitória do Sesi-SP por 21/19.

O Sesi-SP começou melhor na segunda parcial. No bom saque do ponteiro Murilo, o time abriu 3/1. No ponto de bloqueio, o Sesi-SP abriu cinco de vantagem (11/6) e o técnico do Kappesberg Canoas, Marcelinho Ramos, pediu tempo. A diferença a favor do time paulistano aumentou em 14/8. Com uma facilidade maior do que no set anterior, o Sesi-SP fechou em 21/13.

O time paulistano manteve o bom ritmo no início do terceiro set e abriu 6/3. Mas a equipe gaúcha reagiu e se aproximou do adversário quando o placar apontou 11/10. O Sesi-SP voltou a se distanciar no marcador e, no ace do central Lucão, fez 18/12. Em boa passagem do ponteiro Enrico no saque, o Kappesberg Canoas marcou quatro pontos seguidos, enquanto o Sesi-SP não pontuou, e o placar foi para 18/16. Mas o time de São Paulo não permitiu maior reação do adversário e fechou em 21/17.

EQUIPES

SESI-SP – Sandro, Evandro, Sidão, Lucão, Lucarelli e Murilo. Líbero – Lucianinho
Entraram – Renan, Thiaguinho, Manius, Rogerio
Técnico: Marcos Pacheco

KAPPESBERG CANOAS – Murilo, Dennis, Gustavo, Salsa, Bruno Temponi e Minuzzi. Líbero – Jeff
Entraram – Rafinha, Bozkinho, Giovanni, Enrico
Técnico: Marcelinho Ramos




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x