Search
Friday 4 December 2020
  • :
  • :

Sollys Nestlé aproveita erros do Vôlei Amil e é finalista da Superliga

Foto: Fabio Rubinato/AGF

A noite desta sexta-feira (15/03) prometia em Campinas, com duas equipes em quadra lutando pela vitória nas semifinais da Superliga. Mas com a bola em jogo, o que se viu foi um show do Sollys Nestlé diante do mandante Vôlei Amil, na Arena Amil. O placar e 3 a 0, parciais de 25-19, 25-16, 25-20 mostrou muito bem o que foi o jogo: o time de Osasco preciso e o time de Campinas errando muitos fundamentos.

Desde o primeiro set, a equipe do Sollys se impôs. Na primeira parcial, destaque foi Fernanda Garay, que anotou seis pontos. Apesar da leva vantagem no bloqueio (2-1), o time de Campinas sofreu com o ataque adversário (11-14) e o saque (0-3).

No segundo set, a diferença no ataque se acentuou (6-13) a favor das visitantes. Com o bloqueio também mais redondinho (3-6), o Sollys ficou a um passo da vitória.

Vitória essa que veio mesmo com erros no terceiro set. Foram nove do time de Osasco contra quatro do Vôlei Amil, compensados com o ataque (17-10) e o bloqueio (4-0). Jaqueline e Fernanda Garay, maior pontuadora com 15 acertos, comandaram a vaga para a final, a 12ª consecutiva de um time de Osasco e a quarta seguida com o patrocinador atual.

Fabíola, eleita a melhor da partida, ressaltou a importância de seu papel de levantadora para o bom funcionamento do time.

Foto:Fábio Rubinato/AGF

“Jogo de Vôlei é uma caixinha de surpresas. Há situações que uma jogadora está melhor e outra não e procuro fazer com que todas joguem. Meu trabalho é muito importante. Com certeza fazer a Jaqueline sair do momento ruim para atacar foi bom para o time”, disse Fabíola, interrompida pelas colegas com gritos de “Fabíola seleção”.

Pelo lado campineiro, o técnico José Roberto Guimarães fez questão de agradecer pela temporada do time. “Ficamos frustrados por não poder ir mais adiante. Gostaria de agradecer a torcida que nos apoiou desde o primeiro dia e nos incentivou e peço desculpas por não ter feito um jogo melhor hoje. Acho que faltou discernimento de ver melhor o time de lá e mais paciência, além de perdermos duas jogadoras importantes nessa reta final (Soninha e Fernandinha). Fica a frustração apenas de não termos jogado melhor.”

Foto: Felipe Christ/Vôlei Amil

Zé Roberto aproveitou para criticar o ranking de jogadoras da CBV. “É complicado enfrentar a seleção brasileira. A CBV tem que rever os pontos, a Adenizia se beneficia, pois foi formada por um time de Osasco com outro CNPJ. Fez se o ranking para não ter uma seleção brasileira jogando por um clube e em Osasco está acontecendo isso.”

Agora o Sollys Nestlé aguarda o vencedor de Unilever e Sesi, que fazem o segundo jogo neste sábado (16/03) para ver quem será seu adversário na final do dia 07/04 no Ibirapuera, em São Paulo.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x