Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Sollys/Nestlé vence BMG/São Bernardo e está nas semifinais

 16/03/12 – O Sollys/Nestlé (SP) é o primeiro semifinalista da Superliga feminina de vôlei 11/12. Nesta sexta-feira(16.03), o time de Osasco foi até São Bernardo do Campo (SP), enfrentou o time da casa, o BMG/São Bernardo (SP), e venceu por 3 sets a 1, parciais de 25-19, 25-17, 21-25 e 25-14, em 1h42 de jogo, no ginásio Baetão.

Com o resultado e por ter vencido a primeira partida por 3 sets a 0, o Sollys/Nestlé fechou a série melhor-de-três das quartas-de-final em 2 jogos a 0. O adversário nas semifinais saíra do duelo entre Usiminas/Minas (MG) e Sesi-SP. O time mineiro está na frente no play-off, já que venceu o primeiro desafio.

 
Eleita a melhor jogadora da partida, a central Adenízia, do Sollys/Nestlé, festejou a vitória, mas cobrou atenção ao time. “Já tínhamos avisado ao time que o BMG/São Bernardo viria disposto e levar a decisão para o terceiro jogo. Não podíamos baixar a guarda. E isso aconteceu no terceiro set. Daqui para frente, vai ser assim sempre. Todo mundo quer ganhar para levar esta Superliga”, disse a meio de rede, com o Troféu VivaVôlei nas mãos.

A levantadora Fabíola lembrou que o adversário das semifinais será complicado, independentemente do resultado da série. “Não tem como escolher. Tanto a Usiminas/Minas quanto o Sesi-SP são times muito fortes. Perdemos um jogo para o time de Minas e ganhamos as duas do Sesi, mas quem vier será complicado”, avaliou a levantadora, que lembrou das falhas na terceira parcial.

“Temos que ter concentração total, do começo ao fim. Não podemos cometer o mesmo número de erros do terceiro set. Erramos tudo o que não tínhamos falhado no jogo inteiro”, destacou.

A maior pontuadora da partida foi a ponteira Tandara, do Sollys/Nestlé, com 21 pontos. No BMG/São Bernardo, Lia foi o destaque com um acerto a menos do que a adversária.

Apesar da derrota, a central Bia, do BMG/São Bernardo, destacou a força do adversário. “O Sollys/Nestlé era um time muito complicado de ser batido. Viemos para a partida para fazer o nosso melhor. E foi assim, mas elas nos minaram e não nos deixaram fazer o que tínhamos de melhor. Agora, vou torcer para elas porque poderei dizer que nosso time foi eliminado pelas campeãs”, disse a meio de rede.

O JOGO

O confronto começou equilibrado, com trocas de ponto entre as duas equipes. O Sollys/Nestlé conseguiu abrir vantagem e foi para o primeiro tempo técnico à frente (8/4). O time de Osasco manteve a diferença de quatro pontos no placar. Atenta ao erro de recepção do adversário, a central Bia pontuou, e a equipe do ABC Paulista se aproximou, deixando o placar em 18/16. Mas o Sollys/Nestlé imprimiu um ritmo mais forte e fechou o set em 25/19.

A segunda parcial teve um início bem parecido, com os times se enfrentando de igual para igual. Com a levantadora Ana Maria no saque, o BMG/São Bernardo assumiu o comando do placar em 8/7. Depois da parada técnica só deu Sollys/Nestlé, que fez 11/8. No erro da recepção do time do ABC Paulista, Thaísa aproveitou e fez 15/11. O time de Osasco administrou a vantagem e, no bloqueio de Tandara sobre Jú Maranhão, fechou a segunda parcial em 25/17.

Como nas duas primeiras parciais, o terceiro set começou disputado. Os times mantiveram o equilíbrio até o oitavo ponto. A partir daí, o BMG/São Bernardo se aproveitou da desconcentração do Sollys/Nestlé e marcou 15/9. A equipe dirigida por Luizomar de Moura encostou no placar (16/13), e o treinador colocou em quadra a ponteira Jú Costa. Com um bom desempenho da central Adenízia, o Sollys/Nestlé empatou em 20/20. A oposto Lia, do time do ABC Paulista, foi o destaque da parcial, ajudou a equipe a marcar 25/21 e diminuir a diferença em sets.

O Sollys/Nestlé voltou para a quarta parcial errando menos, e chegou à primeira parada técnica à frente (8/4). A central Thaísa ajudou a formar um paredão no time de Osasco, que abriu 12/6 no placar. O BMG/São Bernardo não conseguiu reagir e viu as adversárias deslancharem no placar (21/12). E, no contra-ataque de Tandara, o Sollys/Nestlé selou a vitória, ao marcar 25/14.

Próximos confrontos

Os outros três jogos das quartas-de-final da Superliga feminina 11/12 serão realizados no fim de semana. No sábado (17.03), a Unilever (RJ) lutará para seguir na disputa da competição contra o Mackenzie/Cia do Terno (MG), às 10h, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). O time de Belo Horizonte surpreendeu e venceu a equipe segunda colocada na fase de classificação por 3 sets a 2.

Logo depois, às 12h, será a vez do Vôlei Futuro (SP) tentar carimbar o passaporte para as semifinais contra o Banana Boat/Praia Clube (MG), no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia (MG). O time de Araçatuba levou a melhor no primeiro confronto por 3 sets a 2.

No domingo (18.03), às 14h20, Sesi-SP e Usiminas/Minas (MG) farão o segundo jogo das quartas-de-final, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo (SP). As mineiras venceram a primeira partida da série por 3 sets a 2.

BMG/São Bernardo – Ana Maria, Lia, Ciça, Ju Maranhão, Bia e Dani Scott. Líbero: Ana Paula. Entraram – Stephanie, Thaís, Aline, Kátia e Renata Lúcia. Técnico – José Alexandre

Sollys/Osasco – Fabíola, Hooker, Jaqueline, Tandara, Adenízia e Thaísa. Líbero: Camila Brait. Entraram – Karine, Jú Costa e Ivna. Técnico – Luizomar de Moura



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x