Search
Wednesday 27 May 2020
  • :
  • :

Superliga: Itambé/Minas supera Curitiba e abre vantagem nos playoffs

O segundo confronto entre as equipes acontece nesta quinta-feira, 21. (Foto: Orlando Bento/MTC)

O Itambé/Minas abriu as quartas de final da Superliga Cimed 2018/2019 precisando suar a camisa para superar o Curitiba Vôlei. Depois de uma inicial tranquila, na noite desta segunda-feira (18), as donas da casa cresceram, mas a experiência do time de Belo Horizonte falou mais alto e a vitória por 3 a 0 aconteceu. As parciais foram de 25/18, 32/30 e 25/19. A ponteira Natália recebeu o troféu VivaVôlei e a central Mara teve atuação destacada no ataque.

A maior pontuadora, no entanto, foi a oposto do Curitiba, Sabrina, que teve 19 acertos.

A segunda partida entre as equipes acontece nesta quinta-feira (21), às 19h30, com transmissão do Sportv 2. O Minas joga em Belo Horizonte e conta com o apoio da torcida para lotar a Arena MTC, enquanto o time paranaense tem a difícil missão de vencer para forcar o jogo de desempate.

O jogo

A partida começou com o Minas abrindo 6 a 2. Com dificuldades na recepção, após boa passagem de saque de Carol Gattas, o Curitiba solicitou tempo quando o placar apontava 11 a 6. Na volta, as equipes trocaram pontos, mas Bruna Honório apareceu no ataque para fazer 15 a 8, obrigando Clésio Prado gastar o segundo pedido de tempo. Com Priscila pontuando no ataque e no bloqueio, as donas da casa empolgaram a torcida, mas o ataque mineiro seguiu eficiente. Mariana Galon, que entrou na inversão, ainda acionou Lazcano. A central Argentina, na sequência, fez um ponto de cheque e Stefano Lavarini solicitou o primeiro tempo (23 a 17). Apesar da reação, Mara e Bruna Honório pontuaram para encerrar a parcial em 25 a 18.

Disposto a reagir, o Curitiba abriu 0 a 5, após boa passagem de saque de Isabela Paquiardi. Lavarini pediu tempo. As orientações surtiram efeito e o Minas empatou (8 a 8), fazendo com que Clésio parasse a partida, mas não deu certo. Gattaz, na rede, bloqueou Paquiardi para virar e abrir com um ponto de saque de Gabi (10 a 8). As mineiras tiveram uma rápida vantagem, mas novamente o placar empatou com a oposto Talia, que entrou na inversão com Galon (15 a 15). Apesar de grandes defesas dos dois lados, o time de BH foi mais eficiente na virada de bola e reassumiu a dianteira (19 a 16). Após disputa, Mari Aquino pontuou em jogada rápida (19 a 20) com Ana Cristina, que voltou. E foi com um bloqueio da central que o Curitiba empatou para levantar a torcida (21 a 21). Em uma reta final emocionante, as donas da casa chegaram ao set point com o ace de Sabrina (23 a 24), mas Gattaz descontou e Lazcano errou um ataque, devolvendo o set point (25 a 24). Em um saque na linha de Pri Souza, novo set point, mas a capitã do Minas não se entregou e marcou 2 pontos seguidos (27 a 27), O Minas ainda desperdiçou chance de fechar o segundo set, mas Macris errou saque (29 a 29) e assim seguiu até que Sabrina errou o ataque e o Minas fez 2 a 0 (32 a 30).

Decisivo para as donas da casa, o terceiro set seguiu empatado em 5 a 5, mas Gattaz chamou a responsabilidade para fazer 7 a 5. Do outro lado, Priscila seguiu com pontos importantes e Paquiardi bloqueou Mara para virar (10 a 9). E foi a central  quem devolveu a vantagem para o Minas (10 a 11). Sem desistir, o Curitiba seguiu na cola (15 a 14). De segunda, Macris aplicou uma margem no placar (18 a 16). Com muitas defesas, o time de BH encaminhou vitória com um belo ataque de Bruna (20 a 16). Antes porém, o Curitiba marcou três pontos seguidos (19 a 21), mas Mara e Macris deram o match point, tendo o jogo encerrado com Natália (25 a 19).

Escalações iniciais:

Curitiba Vôlei: Ana Cristina, Sabrina, Lazcano, Mari Aquino, Priscila Souza, Isabela Paquiardi e Jú Paes (líbero.

Itambé/Minas: Macris, Bruna Honório, Carol Gattaz, Mara, Gabi, Natália e Léia (líbero).

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »