Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Taiana/Talita e Lili/Bárbara Seixas chegam às semifinais na Suíça

Foto: FIVB

Assim como aconteceu na última etapa do Circuito Mundial, em Roma (ITA), Taiana/Talita e Lili/Bárbara Seixas chegam novamente às semifinais, agora no Grand Slam de Gstaad (SUI), confirmando a boa fase.

A sexta-feira (12/07) foi de muitos e exaustivos jogos para as duplas brasileiras. As únicas que disputaram uma partida a menos que as demais foram Taiana e Talita, que já tinham se garantido nas oitavas de final. E foi nesta fase que aconteceu o duelo verde e amarelo do dia, em que acabaram eliminando Maria Clara e Carol com uma vitória de 2 a 1, parciais de 21-12, 21-23 e 15-13.

“Jogo entre times do Brasil é e sempre será muito difícil, pelo nível de conhecimento que temos uma das outras, já que treinamos juntas na seleção. Vai ser sempre assim, com jogos muito duros e disputados, como foi o de hoje. Ganhamos bem o primeiro set, e estávamos na frente no segundo, mas elas conseguiram interceptar bem nossas ações e viraram. E o tie break foi equilibrado. No fim, o que decidiu foi nossa paciência em saber que, na hora certa, iríamos conseguir pegar no bloqueio ou numa defesa”, relatou Taiana.

Nas quartas de final, Taiana e Talita tiveram as alemãs Holtwick e Semmler pela frente. Mas não tomaram conhecimento das adversárias e emplacaram um 2 a 0, parciais de 21-15 e 21-16. Na semifinal, às 9h30 (de Brasília), terão um difícil duelo contra as chinesas Chen Xue e Zhang Xi, responsáveis pela eliminação de Ágatha e Maria Elisa nas quartas de final.

“As chinesas acabaram de vencer um campeonato importante (o Mundial na Polônia, no último fim de semana). Então, chegaram aqui na Suíça muito confiantes. Vamos estudá-las direitinho e tenho certeza de que será um grande jogo. Buscaremos esse primeiro lugar para o Brasil de novo”, afirmou Taiana.

Já Lili e Bárbara Seixas farão a outra semifinal contra as alemãs Ludwig e Walkenhorst, um pouco mais cedo, às 6h (de Brasília). A vaga foi conquistada após três boas apresentações nesta sexta, quando não perderam um set sequer. E tudo começou no jogo eliminatório da segunda fase, ao baterem as holandesas Van der Vlist e Wesselink por 2 a 0, parciais de 21-16 e 21-18.

Resultado que deu ainda mais gás à dupla, que vem de dois grandes resultados: os bronzes no Grand Slam de Roma e no Campeonato Mundial. Nas oitavas de final, as adversárias foram as donas da casa Zumkehr e Heidrich (SUI). Nova vitória por 2 a 0, parciais de 22-20 e 21-12. Por fim, a vaga na semifinal desbancando as americanas Ross e Day com personalidade e um grande voleibol: 2 a 0 (21-12 e 21-11).

“Foi um dia muito desgastante para nós, mas toda nossa dedicação valeu muito a pena. O Campeonato Mundial, na semana passada, nos exigiu muito física e mentalmente, e hoje sentimos um pouco isso. Mas nossa vontade não diminuiu em nenhum momento e fomos recompensadas com a vaga na semifinal”, analisou Bárbara Seixas. “Semifinal que será bem difícil. A dupla alemã é nova e vem ganhando muito entrosamento. É um time com características parecidas com as nossas. Então, temos que entrar bem descansadas e muito focadas.”

Mas nenhuma das duplas teve trajetória tão complicada nesta sexta do que Ágatha e Maria Elisa. Após passarem pelas holandesas Meppelink e Van Gestel com uma vitória de 2 a 0 (21-17 e 21-14), era chegada a hora do aguardado encontro com April Ross e a experiente Kerri Walsh, que não jogava desde o ouro nos Jogos Olímpicos de Londres/2012. Mas a dupla americana não foi páreo para as brasileiras, que venceram por 2 a 0, parciais de 21-17 e 22-20. Até serem eliminadas pelas chinesas por 2 a 1, de virada (17-21, 21-15 e 15-11).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x