Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

Tandara, Camila Brait e Bia relembram momento marcante, vivenciado no Rio de Janeiro e defendendo o Osasco

Crédito: João Neto/Fotojump

 

O Vôlei Nestlé viajou para o Rio de Janeiro na quarta-feira (19/04), local em que será realizada a final da Superliga 2016/17, neste domingo (23/04), na Jeunesse Arena, diante do Rexona-Sesc, às 10h. A cidade traz boas lembranças para três jogadoras do clube de Osasco que estavam no elenco na última conquista, na temporada 2011/12, quando o então Sollys Nestlé derrotou o time carioca, no Maracañazinho, por 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/18 e 25/23. Tandara e Camila Brait eram titulares naquela equipe e Bia fazia parte do grupo.

 

Na ocasião, Bia era reserva de Thaisa e Adenízia. Atualmente, a central é titular e a jogadora com mais pontos de bloqueio na Superliga, com 106 acertos. “Só tenho lembranças boas daquela final na época do Sollys/Nestlé. Ganhamos de 3 a 0 e foi a minha primeira final. Eu era bem jovem e joguei pouco naquela temporada. Compunha o grupo e fiquei no banco naquele jogo. Lembro que ganhamos jogando muito bem. Essas recordações trazem energias boas. Foi um momento maravilhoso e a temporada em si foi brilhante. O grupo era muito bom, semelhante ao nosso. A final é de novo no Rio de Janeiro e vamos tentar trazer esses bons fluidos. Sei o quanto é bom ser campeão e vou atrás disso no domingo”, ressalta a atleta.

 

Bia sabe que seu papel no elenco é diferente em relação ao seu primeiro título de Superliga. “Desde aquela época participei de diversas finais. Naquela ocasião meu papel era diferente. Agora tenho que fazer o melhor que eu puder e dentro de quadra. Antes tinha que ajudar de fora. Como titular a responsabilidade é maior. Tem outro peso e gosto de estar nessa situação. Sou uma jogadora que adora jogar final e ter essa pressão. Vamos para o último jogo da Superliga e temos que usar toda nossa energia na partida. Jogar cada ponto dando nosso melhor”, finaliza Bia.

 

Camila Brait é a atleta com mais tempo em Osasco. Ela chegou ao clube em 2008 e vai para sua oitava final. A defensora reforça que o objetivo é voltar a ser campeã da Superliga. “Tenho as melhores recordações possíveis da final de 2011/12. Aquele ano o time estava bem acertado e era excepcional. Na atual temporada tivemos uma mudança de mais de 70% do elenco em relação à anterior, então estar nessa final com chances de ganhar o título já é um grande feito. Mas não queremos só chegar na decisão. O nosso objetivo é ser campeão. Este grupo está unido e com muita vontade de conquistar. Ganhamos nosso último título na casa delas, portanto vamos precisar jogar bem concentradas para sairmos vitoriosas novamente”, afirma a líbero.

 

Naquela campanha, a ponteira Tandara iniciou a temporada disputando posição com Ju Costa, mas durante a Superliga assumiu a titularidade e foi campeã jogando. Hoje o papel dela no time é de mais responsabilidade. “Só tenho boas recordações. Acordamos bem no dia da partida e o time estava no mesmo clima que estamos hoje. São ótimas lembranças daquela equipe em que todas estavam querendo muito ganhar o título. E a semelhança é enorme em relação ao grupo atual. Tenho consciência que minha responsabilidade hoje é maior do que em 2011/12. Estou bem tranquila e lidando da melhor maneira possível. Não posso deixar essa cobrança tirar meu sorriso e alegria. Jogo melhor quando estou mais descontraída” destaca a ponteira, que é a maior pontuadora da competição com 408 acertos.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Sidney

Bem, verdade seja dita. O Osasco irá precisar de muita sorte para ganhar do Rio. Eu torço pelo Osasco, pois não gosto do Bernadinho. Mas O rio de Janeiro tem muita qualidade técnica e o time parece que ficou mais entrosado depois dos duelos complicados contra o Minas. Para o Osasco ganhar do Rio será necessário que a Sorte esteja do lado do mesmo, pois esse Bernadinho é o bicho em treinar uma equipe. O cara pega umas atletas totalmente inexperientes e transformar em verdadeiras profissionais. A Ducyla é o exemplo disso. É dura a verdade, mas vou ver o… Ler mais »

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x