Search
Wednesday 2 December 2020
  • :
  • :

Tandara: “Foi sofrido, mas é nosso!”

Foto: SEREL/Divulgação

O campeão voltou. Osasco São Cristóvão Saúde venceu o Sesi Bauru no Golden Set por 25/22, na noite desta terça-feira (20), no ginásio Panela de Pressão, e conquistou seu 15º título do Campeonato Paulista. Em sua décima décima final consecutiva, a equipe comandada pelo técnico Luizomar mostrou força e garra para superar o revés na segunda partida da final, que teve vitória do adversário por 3 sets a 2, parciais de 20/25, 25/27, 25/22, 25/21 e 15/10, para ganhar o set extra e retomar a hegemonia estadual após duas temporadas.

No total, os seis sets tiveram a duração de 2h52 minutos e, após a conquista, o time de Osasco ainda tinha força, e muita, para comemorar. “Foi sofrido, mas é nosso. Estou muito feliz por conquistar esse título em meu retorno para Osasco. Estamos no caminho certo e é seguir trabalhando, porque tem muita coisa pela frente ainda”, disse Tandara, maior pontuadora da partida, com 37 acertos, e eleita a MVP da final pela torcida osasquense que votou nas redes sociais do clube.

O técnico Luizomar reuniu sua equipe em uma roda no meio da quadra e fez questão de elogiar a entrega de todas as atletas.”Estou muito orgulhoso desse grupo que consegue levar esse trofeu de novo para casa. Isso é muito importante. Tivemos dias difíceis, uma série final muito dura e vocês se mantiveram juntas e unidas, se respeitando e respeitando a comissão técnica. Todo esse esforço valeu a pena. Fizemos um trabalho muito bom e estamos criando uma coisa muito legal aqui. O campeonato paulista é o estadual mais difícil do Brasil e essa conquista representa muito para todos nós e para a cidade de Osasco, que tanto nos apoia”, enfatizou o treinador.

Com o troféu dourado nas mãos, Roberta também enalteceu a força do grupo. “Estou muito feliz com essa conquista. Nos comportamos como um time, lutando do início ao fim, apesar das dificuldades do caminho. E era essa unidade que estávamos buscando desde o começo do Paulista. Viemos preparadas para jogar seis sets se fosse necessário. Jogamos e vencemos. Esse grupo mereceu demais esse triunfo. Esse troféu é nosso. É de Osasco”, completou a capitã.

Apesar da proibição de público no ginásio por conta da pandemia, o torcedor osasquense teve a oportunidade de ‘participar’ da festa das atletas em live transmitida diretamente da quadra, após a premiação. O título de 2020 entra para a galeria conquistas, ao lado das outras 14 vitórias no Campeonato Paulista, nos anos de 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017. Agora, o campeão paulista volta à quadra para a disputa do Troféu Super Vôlei, a partir do próximo dia 29, no Rio de Janeiro. O adversário será, novamente, o Sesi Bauru.

O jogo  Osasco começou a partida concentrado e eficiente. Forçando o saque e contando com erros de Bauru, abriu 6/1. Bem na defesa com Camila Brait, fez 9/3 com Tandara. Jaque atacou na paralela para fazer 15/9. Após bloqueio de Tandara (16/9), o Sesi pediu tempo. Quando as donas da casa ameaçaram encostar e diminuíram a desvantagem para quatro pontos (17/13), foi a vez de Luizomar parar o jogo. E precisou pedir tempo novamente no 18/16. Mas seu time segurou a ponta. Com Mayany na bola de xeque, as osasquenses chegaram a 21/17. Tandara fez os últimos dois de seus nove pontos na parcial para garantir a vitória por 25/20.

O segundo set começou diferente, com o Sesi fazendo 6/3. Osasco manteve a concentração e encostou na bola de segunda de Roberta (6/8).O empate veio em um bloqueio de Mayany (9/9). A virada veio com dois erros seguidos das donas da casa (12/10). Jaque fez 13/10. Tainara marcou dois pontos – primeiro de ataque e na sequência de bloqueio – para levar o placar a 19/14 e deixar a equipe osasquense mais perto da vitória. E foi a ponteira de 20 anos que marcou 20/16. Mas Bauru conseguiu encostar (20/18) e Luizomar pediu tempo. Tandara desafogou na largada (22/19) e no bloqueio (23/21). No 23/23, novo empate. Mas Jaque explorou o bloqueio no 24/23. Bia, na china, garantiu o 25/24. Com Tainara, o terceiro set point (26/25). A vitória por 27/25 veio com um erro de ataque do Sesi.

Osasco voltou para o terceiro set disposto a fechar a partida. E começou muito bem. Abriu 5/1 e depois 10/3 e chegou a 14/6. E quando parecia que o Sesi Bauru estava derrotado, as donas da casa reagiram, empataram e viraram. A equipe osasquense seguiu na luta. Jaque conseguiu o empate no 19/19, mas as comandadas de Luizomar não conseguiram segurar a reação das donas da casa, que venceram por 25/22, diminuindo a vantagem do time de Jaque, Camila Brait e Tandara para 2 sets a 1.

O quarto set começou equilibrado, mas com Osasco no comando do placar. Chegou a fazer 6/3, mas bauru conseguiu o empate no 7/7 e a virada no 8/7. Tainara tratou de garantir a igualdade no 8/8. O jogo ficou lá e cá, equilibrado e tenso. Apesar de terem levado a virada na parcial anterior, as comandadas de Luizomar se mantiveram concentradas. Com a recepção ajustada, Roberta conseguiu variar o ataque. Com um ponto direto de saque, Tainara colocou Osasco na frente (18/17). Após novo empate (19/19), as donas da casa passaram a frente no 21/20 e Luizomar pediu tempo. Na volta, Bauru abriu e fez 23/20e fechou o set em 25/21 para empatar a partida.

Tandara trocou a força por uma bola colocada para fazer 4/1 no início do quinto set. Após um erro da arbitragem, que marcou dentro uma bola no saque de Bauru, as donas da casa empataram e viraram no 5/4. Gabi Cândido entrou em quadra quando o adversário fez 8/5. As donas da casa se mantiveram na frente e Luizomar pediu tempo quando o placar estava 8/11. Porém, o Sesi se manteve na ponta, venceu a parcial por 15/10, o jogo por 3 a 2 e levou a decisão do estadual para o Golden Set.

Golden Set – Mayany e Jaque, no duplo, fizeram 3/2 no início da parcial decisiva. Com outro bloqueio, desta vez de Bia, o placar foi para 6/5. Forte na defesa e firme no bloqueio, o time de Luizomar fez 10/7 com Tandara. Mayany, em mais um paredão, levou o placar a 13/8. Bia, em mais um bloqueio, faz 16/11. Quando as osasquenses fizeram 18/12, Bauru pediu tempo. Mayany fez 22/18. Após uma defesa sensacional de Camila Brait, Tainara deixou Osasco a uma bola do título, que só podia vir com Tandara, a maior pontuadora da noite, para fechar em 25/22.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta (3), Tandara (37), Jaque (9), Tainara (17), Mayany (13), Bia (7) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar. Entraram: Naiane, Karine, Gabi Cândido, Paracatu (1).

Sesi Vôlei Bauru: Dani Lins (4), Tifanny (17), Suelle (6), Polina (33), Mara (6), Adenízia (22) e a líbero Brenda Castillo. Técnico: Anderson Rodrigues. Entraram: Carol Leite, Fê Isis (3), Vanessa Janke, Maria Luiza (2) Pamela (1), Julia.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x