Search
Friday 5 March 2021
  • :
  • :

Tandara volta com 33 pontos e garante virada do Osasco

Foto: João Pires/Fotojump

Com dedicação, entrega e muita garra, o Osasco São Cristóvão Saúde abriu o segundo turno da Superliga Banco do Brasil 20/21 com vitória. Na noite desta terça-feira (8), no ginásio José Liberatti, a equipe do técnico Luizomar bateu o Curitiba Vôlei, de virada, por 3 sets a 1, parciais de 19/25, 28/26, 25/21 e 25/20, em 1h53min de partida. Com o resultado positivo na primeira partida de 2021, o time de Tandara, Camila Brait, Jaque, Roberta, Mayany e cia. segue na vice-liderança do campeonato, empatado com o Itambé Minas, com 33 pontos.

A volta às quadras de Tandara, após perder duas rodadas em função da Covid-19, no final de 2020, foi em grande estilo. A oposto marcou 33 pontos, foi a mais eficiente da partida e ganhou o troféu VivaVôlei e o título de MVP da partida, em eleição nas redes sociais do clube. “Fico feliz pelo resultado. Eu estava ansiosa por esse retorno, para fazer o que mais amo na vida. Foi uma vitória muito importante, diante de um time que jogou muito bem, e mostra que estamos focadas em seguir na ponta da tabela. E, para isso, precisamos seguir evoluindo física, técnica, tática e, principalmente, psicologicamente”, afirmou a camisa 16.

O jogo – O primeiro set foi duro para Osasco. Com dificuldades em função do saque forçado do Curitiba, a equipe da casa não conseguiu impor seu ritmo de jogo. Quando o time paranaense fez 8/4, Luizomar pediu tempo. O treinador teve que parar o jogo novamente no 15/18. Nessa altura, com pontos de ataque de Mayany, Tandara e Gabi, as osasquenses até haviam conseguido o empate no 15/15, porém, permitiram que as adversárias abrissem seis pontos (21/15) e não conseguiram reagir a tempo de evitar a vitória das curitibanas por 25/19.

Osasco voltou diferente para o segundo set. Mais ligado, conseguiu se impor. Fez 8/4 com Tandara e 15/11 com Mayany. Aos poucos, Curitiba conseguiu equilibrar as ações e encostou no placar. As donas da casa mantiveram a ponta na base da garra defensiva. Camila Brait foi buscar uma bola praticamente perdida no fundo de quadra: 20/19. Com maior volume de jogo e uma boa relação bloqueio/defesa, fez 22/20 com Tandara e chegou ao set point com Gabi. Mas Curitiba empatou no 24/24 e vendeu caro a derrota. Mayany, no bloqueio, fez 28/26.

Depois do susto, Osasco abriu 5/0 no terceiro set e deu mostras de que mandaria na parcial. E estava comandando o placar até Curitiba conseguir, uma vez mais, encostar e empatar (12/12). Mesmo com equilíbrio em quadra, as osasquenses mantiveram o foco. Roberta seguiu distribuindo bem as jogadas – sem abrir mão de Tandara nos momentos decisivos – e a defesa se manteve aplicada. Tainara atacou para garantir o set point e Mayany, no bloqueio, fechou em 25/21 para assegurar a virada da equipe de Luizomar.

O quarto set foi o mais tranquilo para Osasco na noite desta sexta-feira. As comandadas de Luizomar comandaram o placar desde o início e não chegaram a ser ameaçadas pelo Curitiba. Gabi Cândido, explorando o bloqueio, fez 15/10. Bia, na bola de xeque, garantiu o 18/11. E apesar da tentativa de reação do adversário, Tandara marcou o set point (24/17) e Bia fechou a partida em 25/20, para confirmar a vitória de Osasco, de virada, por 3 sets a 1.

Osasco São Cristóvão Saúde: Roberta (2), Tandara (33), Gabi Cândido (12), Tainara (12), Mayany (9), Bia (9) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar. Entraram: Naiane, Kika, Karine, Amanda.

Curitiba Vôlei: Bruna Costa (6), Ivna (14), Pietra (11), Milena (11), Lays (10), Valeskinka (7) e a líbero Juju Perdigão. Técnico: Pedro Moska. Entraram: Mariana, Welissa (5), Daniela (3).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x