Search
Wednesday 2 December 2020
  • :
  • :

Teste da tecnologia na final da Superliga é aprovada pelos árbitros

Foto: Alexandre Arruda/CBV

Foi testada na noite desta quarta-feira (03/04) a tecnologia que será utilizada pela primeira vez no Brasil durante as finais da Superliga e que visa auxiliar a arbitragem em lances polêmicos. O teste ocorreu no ginásio do Ibirapuera em São Paulo, palco da decisão feminina, no próximo domingo (07/04).

O teste ocorreu na partida amistosa entre as equipes Juvenis do Sesi e do Pinheiros e teve a arbitragem de Anderson Luiz Caçador e Sílvio Cardozo da Silveira, que apitaram também a final feminina. Anderson afirmou após o jogo que a tecnologia está aprovada. “Esse teste foi muito importante para uma adaptação melhor desta nova ferramenta, que será muito útil para todos nós. A partir disto, a arbitragem ficará ainda mais justa, já que a velocidade do jogo é muito grande e algumas bolas são realmente muito difíceis de apitar”, comentou.

Com 22 anos de experiência como árbitro, Anderson ainda elogiou a iniciativa. “Somos humanos e podemos errar, mas estamos preparados para fazer o nosso papel, que é falhar o menos possível. E esse novo sistema que a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) está nos oferecendo, faz com que o erro seja cada vez mais evitado.”

A regra para a solicitação do uso da tecnologia é simples. Os times poderão pedir o desafio nas seguintes situações: para verificar se a bola caiu dentro ou fora, se houve invasão na quadra adversária ou de ataque, se houve toque do bloqueio na rede ou se ocorreu toque da bola ou do atleta na antena.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x