Search
Friday 30 October 2020
  • :
  • :

UFJF supera Super Imperatriz fora de casa e deixa a lanterna da Superliga

Gelinski. Foto: Divulgação/UFJF.

Foto: Divulgação/UFJF.

A UFJF começou 2013 com o pé direito e venceu na primeira partida do ano o Super Imperatriz, no ginásio do Capoeirão, em Santa Catarina, por 3 sets a 0, parciais de 31-29, 25-18 e 25-21, em confronto direto na parte debaixo da tabela da Superliga Masculina. Com a vitória, o time de Juiz de Fora (MG) saiu da lanterna da competição e ocupa agora a 11ª colocação, com oito pontos, um atrás da equipe catarinense.

A dupla Luan-Gelinski (foto) mostrou porque aparece em destaque nas estatísticas da Superliga 2012/2013 e liderou o time mineiro em quadra, com oposto sendo o maior pontuador do jogo com 18 acertos e o levantador eleito o melhor em quadra. Pelo Super Imperatriz, o oposto Bob e o central Renato Felizardo foram os maiores pontuadores com dez acertos cada. Na próxima rodada, a UFJF enfrenta a sensação do torneio até o momento, a equipe de Canoas, no sábado (12/01), a partir das 17h. O Super Imperatriz, por sua vez, recebe o RJX no domingo (13/01) a partir das 16h30.

Os lances da partida

A partida começou com os donos da casa implementando um grande ritmo de jogo. Na primeira parada técnica, o Super Imperatriz abriu 8 a 3. A UFJF reagiu, encostou no placar (11-13), mas no segundo tempo técnico continuava atrás (12-16). Os juiz-foranos não desanimaram, empataram nos 18 pontos e viraram a partida para 20 a 18. Os catarinenses reagiram e empataram nos 23 e viraram para 25 a 24. Foi a hora da UFJF mostrar paciência e concentração, salvar três set points e fechar o set em 31 a 29. Foram 21 pontos de ataque, seis de bloqueio e quatro de erros do adversário. O oposto Luan foi o maior pontuador, com oito pontos.

No segundo set, a UFJF começou melhor, abrindo 4 a 1. Mais certa em quadra e rodando mais bolas, a Universidade manteve a diferença ao primeiro tempo técnico: 8 a 5. O set era ponto lá, ponto cá. Os donos da casa melhoraram e encostaram no placar na segunda parada técnica (16-15). Os juiz-foranos não bobearam e fizeram 20 a 15. Daí pra frente foi manter a calma e aumentar a vantagem para fechar o set em 25 a 18. A Federal anotou 15 pontos de ataque, seis de bloqueio, um de saque e três de erros dos donos da casa. O central Victor Hugo foi o maior marcador, com cinco pontos.

O Super Imperatriz começou melhor no terceiro set e anotou 3 a 1 logo de cara. Mais uma vez a Federal mostrou calma para virar o placar a chegar na frente na primeira parada técnica (8-6). Os catarinenses devolveram a virada (8-9). No segundo tempo técnico, a UFJF estava à frente no placar (16-15). Com mais ritmo e velocidade de jogo, a Federal, comandada por Danilo Gelinski, abriu 21 a 17, forçando o técnico dos donos da casa a parar o jogo. Não teve como. A Universidade não deu chances e fechou o set e o jogo em 25 a 21. A UFJF teve 11 pontos de ataque, quatro de bloqueio, dois de saque e oito de erros do adversário. Luan, com cinco pontos, foi o maior pontuador.

“Começamos jogando certo como time, mas errando individualmente. A partir do momento que nos acertamos e viramos o set conseguimos ânimo para continuarmos bem e conseguirmos uma vitória importantíssima nesse momento da competição”, analisa Maurício Bara. O técnico revela qual o pensamento para o jogo de sábado, contra o Canoas, em terras gaúchas. “Vamos para Canoas com clima de decisão. Temos que buscar a vitória a qualquer custo para continuar nossa caminhada de recuperação”, afirma.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x