Search
Thursday 24 September 2020
  • :
  • :

UFJF vence primeira no Campeonato Mineiro

Foto: Guylherme Morais/Divulgação Vôlei UFJF

Em uma partida acirrada, o time de vôlei da UFJF conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Mineiro de 2013. Os juiz-foranos venceram o Sertão Minas/Pirapora por três sets a dois (parciais de 21-19, 20-22, 21-23, 21-11 e 15-7) nesta quarta-feira (11/09).

Durante a execução do Hino Nacional, os donos da casa seguraram uma faixa com a frase “Força Tupi. Pela ética no esporte”, em manifestação de apoio ao Tupi-MG pelo episódio do último jogo pelo Campeonato Brasileiro da série D, quando o massagista da Aparecidense-GO impediu o que seria o gol da classificação Carijó.

Torcedor do Tupi, o diretor técnico Maurício Bara, explica que a repercussão do ocorrido serviu de estímulo para o time. “A cidade está toda envolvida e sofrendo com a situação. É a maneira que achamos de mostrar uma forma de apoio pura e sincera. É não só pelo Tupi, mas pela ética no esporte. Já teve situações aqui em que a bola bateu no teto e nós mesmos acusamos. Não basta falar, tem que aplicar”, afirma.

Questionado sobre a partida, Bara reconhece que o time oscilou em alguns momentos do jogo, mas exaltou a recuperação da equipe. “No vôlei, se você oscilar muito vai correr riscos sérios. Tivemos momentos de padrão muito alto e outros de padrão baixo. Mas vale a virada, a recuperação. Isso é importante. Vencer uma partida oficial valendo ponto não é fácil”, enfatiza.

Agora a UFJF volta as atenções para a estreia na Superliga, contra o Sesi-SP, no dia 21, em casa. “Agora é foco. É um jogo diferente. Temos soltar o nosso jogo e tentar algo diferente, porque vamos enfrentar um dos favoritos ao título. Temos dez dias de treinamento para acertar os últimos detalhes”, explica Bara.

Em quadra, a partida começou disputada e com a UFJF abrindo o placar após erro de saque do Pirapora, que chegou ao primeiro tempo técnico vencendo por 7 a 6. Mas os donos da casa seguiram concentrados e, após o segundo tempo técnico (UFJF 12-14 Pirapora) viraram o jogo com bom saque do ponteiro Reffatti e abriram dois pontos de vantagem. O técnico do Sertão Minas parou o jogo, mas a UFJF venceu o primeiro tempo por 21 a 19.

No segundo set a equipe de Pirapora voltou melhor, chegando a colocar três pontos de frente, mas logo os juiz-foranos se recuperaram, tomaram a liderança do placar e chegaram ao primeiro tempo técnico vencendo por 7 a 4. Na volta, os donos da casa mantiveram-se na frente, abrindo quatro pontos de vantagem e obrigando o técnico do Sertão Minas/Pirapora a parar o jogo mais uma vez. E surtiu efeito. Os visitantes venceram o segundo set por 22 a 20 e empataram a partida.

O terceiro set continuou muito equilibrado e com os dois times se revezando na liderança do placar. Ao final do primeiro tempo técnico, a UFJF vencia por 7 a 5. Porém, o time de Pirapora se recuperou, virou e abriu dois pontos de vantagens. Após boa sequência de saques do ponteiro Japa, a UFJF empatou o jogo novamente (12 a 12) e chegou ao segundo tempo técnico vencendo por 14 a 12. O set continuou acirrado e empolgou a torcida, que passou a incentivar o time da casa. Mas quem venceu foram os piraporenses por 23 a 21.

Com a ajuda da torcida, a UFJF foi arrasadora do início ao fim do quarto set. Logo no começo abriu três pontos de vantagem (4 a 1), obrigando ao técnico do Sertão Minas/Pirapora a parar o jogo. Porém, não adiantou. Os juiz-foranos chegaram ao primeiro tempo técnico vencendo por 7 a 4. Com dois aces do oposto De Paula, a Federal aumentou a vantagem para sete pontos e venceu o segundo tempo técnico por 14 a 7. Com o bloqueio, saque, ataque e contra-ataque funcionando, a UFJF abriu dez pontos de frente e venceu o quarto set por 21 a 11.

No tie-break a UFJF a manteve superioridade, jogou o seu melhor set da temporada até aqui e não deu chances ao time de Pirapora, abrindo sete pontos de frente (8 a 1). Empurrado pela torcida, os juiz-foranos mantiveram a diferença até o final e venceram o quinto set por 15 a 7.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x