Search
Thursday 3 December 2020
  • :
  • :

Unilever faz dois jogos equilibrados diante do Praia Clube, no Rio

Foto: Fernando Maia/adorofoto

A ponteira americana Logan Tom sobe no ataque

Empate. Este foi o resultado dos confrontos entre Unilever e Banana Boat/Praia Clube, nesta quarta-feira (7) e quinta-feira (8), no ginásio da Escola de Educação Física do Exército (Esefex), na Urca, zona sul do Rio de Janeiro. Os jogos-treinos fizeram parte da preparação das duas equipes para a Superliga, que começa no dia 23 de novembro. A Unilever estreia na competição em casa, às 19h30, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, contra o São Caetano.

O primeiro confronto desta semana foi vencido pelo clube de Uberlândia (MG) por 3 a 1, parciais de 27-25, 25-15, 22-25 e 25-23. Além de mostrarem mais entrosamento, as mineiras conseguiram quebrar o passe do time de Bernardinho, dificultando o trabalho da levantadora Fofão na armação das jogadas. 

 
A Unilever começou jogando com a levantadora Fofão, as ponteiras Natália e Logan Tom, as centrais Valeskinha e Juciely a oposto Sarah Pavan e a libero Fabi. Entraram: Roberta, Bruna, Mara e Régis. O Praia Clube iniciou a partida com a levantadora Juliana, as ponteiras Herrera e Michelle, as centrais Angélica e Mayhara, a oposto Monique e a libero Arlene. Entraram Camila Adão, Letícia e Nicole.

Com menos erros de recepção no segundo jogo, a Unilever deu o troco vencendo o confronto também por 3 a 1, parciais de 25-18, 24-26, 26-24, 25-17. O time iniciou o segundo jogo com a mesma formação do primeiro. Entraram: Roberta, Mara, Amanda, Régis e Bruna. No quarto set, Bernardinho só manteve duas jogadoras da escalação inicial: Juciely e Fabi. Com exceção de Juju, Luciane e Gabi, que se recupera de uma tendinite no ombro direito, todas as atletas do grupo entraram em quadra. Já o Praia Clube fez mudanças em relação ao primeiro jogo, começando com Dayse no lugar de Monique e Letícia no lugar de Mayhara. Entraram Camila Adão, Monique, Sara e Nicole.
 

Ao final da partida, Bernardinho fez um balanço sobre os jogos-treinos. “Estamos alternando bons e maus momentos durante as partidas. Ainda temos um longo caminho até o ponto que pretendemos atingir. Não pude testar a Gabi e a Fofão ficou um ano sem disputar um jogo oficial”, analisou ele. “Como pontos positivos, as estrangeiras (a americana Logam Tom e a canadense Sarah Pavan) vão, aos poucos, se adaptando ao time e a Natália está em franca evolução”. 
 

A central Juciely concorda com o treinador: “Vamos evoluir aos poucos.O ritmo ideal virá com a sequência de jogos que faremos”. Para a levantadora Fofão, as partidas contra as mineiras de Uberlândia foram grandes testes. “Elas estão jogando bem e exigiram bastante da gente”, disse. Os próximos compromissos da Unilever serão os dois jogos treinos contra o Sesi-Sp, na próxima semana, também no ginásio da Esefex, no Rio. 
 

A Unilever tem a equipe heptacampeã da Superliga Feminina de Vôlei, a mais vencedora da história da competição. O time carioca também soma no currículo dez títulos estaduais, os últimos nove consecutivos. Nesta temporada, algumas jogadoras e o técnico Bernardinho são personagens da campanha “Se você tem orgulho do Rio, vai sentir o mesmo desse time”, que aproxima ainda mais a equipe da comunidade do Rio de Janeiro.

Programação

Unilever x Sesi-SP – 13/11, às 18 horas, e 14/11, às 11 horas 

 



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x