Search
Thursday 24 September 2020
  • :
  • :

Unilever não dá chances ao Pinheiros e garante sua passagem para a semifinal

Foto: Márcio Rodrigues/MPIX

Atual campeã da Superliga, a Unilever segue firme em busca de mais um título após passar pelo Pinheiros, nesta sexta-feira (28/03), no Maracanãzinho, ao vencer por 3 a 0, parciais de 21-17, 21-19 e 21-16.

Sem Regiane à disposição, a Unilever conseguiu sair na frente com um 7-4, apesar do início equilibrado. As duas defesas começaram fortes e os ataques não aproveitando com eficiência os contragolpes. Os primeiros 11 pontos tiveram cinco em erros dos times.

Ao ver a Unilever abrir 9-4, Wagão pediu seu primeiro tempo e aproveitou para orientar o time em relação ao ataque. A instrução funcionou e o Pinheiros fez quatro pontos no ataque e reduziu a diferença para 10-8.

Após seguir toda a metade do set ponto a ponto, o Pinheiros voltou a errar na parte final e deixou a Unilever abrir 17-14. Wagão novamente pediu tempo e tranquilizou a equipe. Pediu para o time buscar colocar a bola no chão ao invés de explorar o bloqueio. Mas o pedido não funcionou. Dois bloqueios de Carol deixaram as cariocas cinco pontos na frente. Numa paralela de Sarah Pavan pela saída de rede fechou o set em 21-17 para a Unilever.

O Pinheiros também iniciou o segundo set com dificuldades no ataque. Logo Wagão trocou Macris por Ananda, mas a primeira parcial apontou 7-4 para a Unilever.

Como no set anterior, o Pinheiros reagiu e seguiu disputando ponto a ponto na metade do set. Em um ace de Lara, o time paulista empatou em 14-14.

Um lance curioso chamou a atenção quando estava 15-15. Ellen foi bloqueada e ficou a dúvida do que aconteceu depois. O árbitro Anderson Caçador deu o ponto para a Unilever, pois considerou que a bola bateu em Ellen antes de sair. Já o Pinheiros, reivindicava que a bola, antes de bater em Ellen, tocou na antena. O Árbitro chamou o bandeira, crente que o mesmo ia manter a sua marcação, mas o bandeira confirmou a capitã Andreia que a bola tocou no bloqueio, na antena e depois em Ellen, tendo que voltar atrás e confirmar o ponto para o Pinheiros.

Mas como no primeiro set, o Pinheiros não conseguiu no final manter o ritmo. Com Carol bem no bloqueio (sete até esse momento do jogo), a Unilever abriu três pontos.

A confusão do outro ponto voltou a tona quando a Unilever poderia fazer o ponto do set. Andreia foi bloqueada e a equipe carioca reclamou que a bola voltou e tocou na jogadora do Pinheiros. Bernardinho reclamou pedindo que o árbitro consultasse o bandeira, mas alegando que o segundo árbitro estava em melhor posição, consultou apenas ele, que não viu o toque em Andreia.

Após o Pinheiros ficar perto de empatar em 20-20, a Unilever finalmente fechou em 21-19 e fez 2 a 0.

Necessitando vencer, o Pinheiros começou o terceiro set atrás, perdendo por 5 a 2. Wagão novamente pediu tempo, cobrou calma e pediu para o time fazer o combinado.

O jogo seguiu com a Unilever melhor, até abrir 15-10. Só que o time de Bernardinho relaxou e o Pinheiros encostou em 15-13. O treinador pediu um tempo e deu uma bronca geral. Fofão entrou em quadra no finalzinho do jogo e com sua experiência para tentar tranquilizar o time.

Apesar dos erros seguirem acontecendo pelo lado da Unilever, o Pinheiros não conseguia aproveitar seus contra-ataques. Com Juciely no bloqueio o time chegou ao match point com 20-15. Diferente do que aconteceu na semana passada em São Paulo, desta vez as cariocas não bobearam e na primeira vez que receberam o saque, fecharam o jogo com Juciely: 21-16.

Fabi, líbero da Unilever, recebeu o Viva Vôlei e comentou ao fim do jogo sobre a classificação. “O time jogou superbem hoje. Nos preparamos para uma série dificil, tivemos alguns problemas físicos, mas o time está de parabéns por chegar as semifinais”. Perguntada sobre o que o time precisa melhorar para as semifinais, Fabi brincou com o estilo de seu técnico.

“Se depender do Bernardinho a gente tem que melhorar tudo sempre. Quem quer que venha será muito dificil e esse é o espirito, de melhorar sempre”, completou a líbero.

Andreia, oposto do Pinheiros, foi a maior pontuadora do jogo, com 13 acertos. Emocionada, ela falou do time no campeonato e o que faltou no jogo de hoje. “Esse ano superamos muita coisa. Fomos aguerridos do inicio ao fim. A tônica do Pinheiros é e sempre será essa, de muita alegria, união e lutar e desistir nunca. A gente queria tanto vencer e por isso não conseguimos colocar para fora. A gente esperou para ver o que ia acontecer e contra a Unilever, isso não pode acontecer.”

Classificada, a Unilever enfrenta na semifinal o Vôlei Amil ou São Caetano. Se as campineiras vencerem logo mais, avançam. Se isso acontecer, a vantagem de jogar duas em casa será do time de Zé Roberto. Caso seja o Sanca, a vantagem passa para a Unilever.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x