Search
Thursday 3 December 2020
  • :
  • :

Unilever se impõe sobre o Sesi em São Paulo e sai na frente na primeira semi

Foto: Miguel Schincariol/adorofoto

Começaram as Semifinais da Superliga. Marcada sempre por jogos tensos, disputados e muito equilibrados, a primeira semifinal do torneio apresentou um panorama diferente. Se o clima e a expectativa eram de jogo decisivo, o que se viu em quadra fugiu um pouco disso. Não que a partida tenha sido ruim, mas o placar de 3 sets a 1, parciais de 25-23, 17-25, 20-25 e 16-25 para a Unilever, contra o Sesi, em São Paulo, mostrou uma superioridade difícil de se ver nessa altura do campeonato.

 

Contando com o apoio da torcida, o Sesi-SP iniciou o jogo motivado e bem atento com as jogadas preparadas pela equipe de Bernardinho. Com um bloqueio marcando pontos e com as bolas da ponta Tandara caindo, o time da casa foi se mantendo bem no set. Algumas vezes atrás, outras a frente, mas sempre junto. Já o time da Unilever contava com os ataques de Gabi e Natália para tentar a vitória. Com poucos erros para ambos e com muito equilíbrio, o Sesi fez prevalecer um pouco mais seu jogo e venceu o primeiro set.

 

Daí para frente, o que se viu foi um amplo domínio carioca. Caprichando no saque contando com a falta de comunicação entre as jogadoras da linha de defesa do Sesi, o time da Unilever foi mandando no placar e abrindo vantagem. No segundo set, além de fazer funcionar o bloqueio e o serviço, o time de Bernardinho, que tanto reclama dos erros, teve a proeza de sair zerado nesse quesito e facilitar sua vitória por 25 a 17.

 

Com dificuldades, Talmo de Oliveira, técnico do Sesi, começou a mexer no time . Tirou Tandara, fez a inversão e nada dava resultado. O terceiro set seguiu com o domínio do Rio de Janeiro. Regiane entrou e deu mais consistência ao time que abriu boa vantagem. Cometeu erros que permitiram a aproximação do Sesi, mas nada que mudasse o resultado de 25 a 20.

 

No quarto set, o Sesi foi para o tudo ou nada. Voltou com Tandara, seguiu forçando jogadas e de tanto forçar errou demais. Foram nove pontos cedido ao adversário e junto com eles a vitória também.

 

Com 18 pontos, Natália recebeu o VivaVôlei, mas só não foi a maior pontuadora porque sua parceira Gabi anotou 19. Após o jogo, a ponta da Unilever agradeceu o reconhecimento pela partida. “Estou tendo mais paciência com o meu jogo. Meus amigos, minha família e a comissão técnica têm me ajudado muito. Ainda bem que meu jogo esta voltando na hora certa. Agora temos que trabalhar ainda mais forte porque teremos mais um jogo decisivo em casa no próximo sábado”.

 

A líbero Fabi comentou no pós-jogo o trabalho feito pelo time para vencer o duelo. “Montamos uma estratégia para marcar o jogo delas e hoje conseguimos. Tenho certeza que elas estarão com ainda mais vontade no próximo jogo. O time delas está muito motivado, pois vem de vitória em uma série muito disputada nas quartas de final. Hoje conseguimos diminuir o número de erros, o que nos possibilitou jogar com uma margem no placar a partir do segundo set”, analisou a jogadora.

 

Pelo Sesi, o técnico Talmo lamentou o resultado. “Temos que jogar três sets como nós jogamos o primeiro da partida de hoje. Agora temos uma semana para acertar o time para o jogo do próximo sábado. O saque da Unilever foi muito eficiente no jogo de hoje”, completou.

 

Unilever e Sesi-SP voltam a se enfrentar no Maracanãzinho, no próximo sábado (16/03), ás 10 horas da manhã.

SESI-SP – Dani Lins, Elisângela, Sassá, Tandara, Bia e Fabiana. Líberos – Verê e Juliana Paes. Entraram – Jéssica, Carol, Marina e Roberta. Técnico – Talmo Oliveira

UNILEVER – Fofão, Sarah Pavan, Natália, Gabi, Valeskinha e Juciely. Líbero – Fabi. Entraram – Amanda, Roberta, Bruna e Régis. Técnico – Bernardinho




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x