Search
Sunday 29 November 2020
  • :
  • :

UPCN vence a Vivo/Minas e garante vaga na final do Sul-Americano e no Mundial

Foto: Orlando Bento/Divulgação/Vivo Minas

Em jogo válido pela semifinal do Sul-Americano ArcelorMittal, Vivo/Minas e UPCN (ARG) reviveram as emoções da última edição da competição. Na ocasião, as equipes se enfrentaram na final, com vitória para os argentinos. Na noite deste sábado, o resultado não foi diferente e novamente o UPCN levou a melhor, com vitória por 3 sets a 2, parciais de 22-25, 25-22, 32-30, 21-25 e 15-12.

O bom jogo entre Vivo/Minas e UPCN começou bem disputado.  Com muita disposição em quadra, os jogadores das duas equipes mostraram força no ataque e no saque. Mesmo com o equilíbrio entre as equipes, o time minastenista conseguiu se manter na liderança do placar em boa parte do set. Na reta final do set, o bloqueio de Henrique e o erro de saque de Júnior deram a vitória para a Vivo/Minas: 25 a 22.

O UPCN voltou melhor para o segundo set. A equipe argentina impôs o seu ritmo de jogo e terminou em vantagem nos dois tempos técnicos.  Com muitos erros na parcial e sem pontuar no ataque, a Vivo/Minas não conseguiu virar o placar. Concentrados, os jogadores argentinos fizeram 25 a 22 e empataram a partida: 1 a 1.

O terceiro set foi marcado por grande equilíbrio entre as equipes em quadra. Os times trocaram pontos e se alternaram na liderança do placar, sempre com a vantagem mínima. A Vivo/Minas chegou a ter a bola do set, mas não aproveitou e o UPCN empatou. Com muita emoção e tensão no fim, o jogo foi até 32 pontos, quando a equipe argentina abriu dois de vantagem para o time minastenista. Na partida, 2 a 1 para o UPCN.

Mesmo pressionados com a necessidade da vitória no quarto set, os jogadores minastenistas tiveram tranquilidade para conduzir a equipe para o resultado positivo. Sempre à frente na parcial, o time conseguiu abrir pontos de vantagem desde o início. Com o apoio da torcida, os jogadores da Vivo/Minas vibraram muito a cada ponto conquistado e venceram por 25 a 21.

Não faltou emoção no tie-break. O quinto e decisivo set foi muito disputado desde o primeiro ponto. Novamente as duas equipes jogaram muito bem e aproveitaram os seus ataques. Quando o jogo estava empatado em 9 a 9, Rapha salvou uma bola com o pé, mas o UPCN se recuperou na jogada e marcou o ponto. No fim, com um ponto de bloqueio em Filip, o UPCN fez 15 a 12 e venceu a partida por 3 sets a 2.

Com a vitória, a equipe argentina garantiu vaga na final do Sul-Americano ArcelorMittal  e no Mundial de Clubes, que será realizado em maio. Na final do Sul-Americano, neste domingo, às 20h30, o time enfrentará o Sada Cruzeiro. A partida terá transmissão ao vivo do canal Sportv. Já a Vivo/Minas brigará pelo terceiro lugar da competição contra o Boca Juniors, também neste domingo, às 17h30.

Para o central Henrique, a equipe minastenista não pode abaixar a cabeça com a derrota e já deve pensar no jogo deste domingo. “Sabíamos das características do time deles, mas eles erraram pouco e colocaram pressão na nossa equipe. Ainda temos uma disputa amanhã e temos que focar nela para buscar o resultado positivo”.

O técnico Ricardo Picinin elogiou o adversário deste sábado e ressaltou que a Vivo/Minas ainda tem grandes disputas na temporada. “Foi um jogo difícil, um jogo duro, contra um adversário complicado. Lógico que não queríamos perder em casa, mas ainda temos a disputa do terceiro lugar e outra competição importante pela frente, a Superliga, temos que focar nesses jogos agora”.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x