Search
Thursday 29 October 2020
  • :
  • :

VakifBank vence duelo caseiro e abre vantagem mínima Eczacibasi

Crédito: Divulgação/CEV

Crédito: Divulgação/CEV

 

Num jogo de virada e revirada, o VakifBank reagiu a uma derrota por 25 a 10 na terceira parcial e bateu o Eczacibasi VitrA, nesta quarta-feira, em Istambul. Com parciais de 27-25, 18-25, 10-25, 25-14, 15-10, o time da brasileira Sheilla fez 3 a 2 e saiu na frente nos playoffs de 12 da Liga dos Campeões feminina da Europa. A oposta da Seleção Brasileira atuou apenas na reta final do terceiro set e saiu de quadra sem nenhum ponto assinalado.

 

O único set realmente equilibrado do confronto foi o primeiro. Com o Eczacibasi sempre à frente o VakifBank sempre próximo, o desenlace se deu com a virada do Vakif nos momentos finais. Nos dois sets seguintes, o Eczacibasi VitrA parecia disposto a conquistar os três pontos, empatou o placar no segundo set, venceu rápida e furiosamente o terceiro, e, de súbito, a virada de bola do time desapareceu.

 

No quarto set, o saque do Vakif prevaleceu. O time conseguiu cinco aces, quebrou o passe adversário e só levou parcos sete pontos de ataque. A definição foi para o tie break, mas, depois dos primeiros ralis, ficou claro que o Eczacibasi não evitaria a derrota na parcial e no jogo.

 

A maior pontuadora do jogo foi a oposta holandesa Slöetjes, com 19 acertos. Do lado do Eczacibasi, Neslihan, na ponta, marcou 17 pontos, e a cubana Calderón, oposta, 16.

 

O próximo jogo entre as duas equipes, com mando de quadra do VakifBank, será no dia 24 deste mês. Quem vencer estará classificado aos playoffs de 6, mas se o Eczacibasi ganhar no tie break, haverá a necessidade de disputarem o Golden Set.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
3 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Maia

Lamentável ver a situação da Sheila, sem ser aproveitada na partida. Quando entra é nítida a sua falta de jogo, parece que não se sente à vontade dentro do grupo; na passagem de um dos sets para outro, humildemente empurrava o carrinho das bolas do time para outro lado da quadra. Isto só traz preocupação para o time brasileiro que espera contar com ela,além do que deve chegar sem a constância de jogos que se deseja.

JSG

Vi o jogo a partir do 4* set e quando soube que o Eczacibasi havia ganho o 3* de 25 a 10, pensei : o vakfbank deve estar abalado e o Vitra deve fechar em 3 a 1. Porém o Eczacibasi teve uma instabilidade enorme na recepção. Eu particularmente não gosto de algumas opções do Giovanne Caprara. 1* : a Demir jogando ajudando no passe compromete o time. A Hill entrou e fez dois aces em cima dela e sempre quando o saque vinha nela raramente saía passe A. 2*: Furst no banco para a Büsra. A Furst entrou na… Ler mais »

Kurek

Assisti a quase todo o jogo, dando atenção especial à entrada da Sheilla, que recebeu apenas uma bola e não virou, estava torcendo ferreamente pelo time da Darnel, mesmo detestando Larson. Afinal o nariz de ornitorrinco não deixa nossa oposta jogar e quando joga recebe uma mísera bola, o cara deixa até a MVP de 2014 Kim Hill no banco em proteção ao trio holandês, aí não dar, né, cara.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x