Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Venturini recebe homenagem e jogadoras analisam derrota para rival

 09/03/12 – A última rodada do returno foi marcada também por uma homenagem à levantadora Fernanda Venturini, antes do início do jogo, por sua história com a equipe carioca e suas conquistas. A jogadora recebeu um buquê de flores do vice-presidente de vendas da Unilever, Júlio Campos, enquanto imagens históricas suas passavam no telão do ginásio. Ao mesmo tempo, o animador da torcida leu um texto lembrando a trajetória da atleta.


A Unilever só conseguiu manter bom nível de jogo no primeiro set. Depois foi bastante irregular e sem concentração. Para a líbero Fabi, os erros cometidos indicam que a Unilever precisa trabalhar mais para buscar o equilíbrio e retomar as vitórias. 

"Vacilamos muito no segundo set quando abrimos vantagem de 9 a 3 e não podíamos ter bobeado e permitido a virada. Precisamos ter olho de tigre diante de um time com essa qualidade", alertou a jogadora. "Agora vai começar a decisão de verdade. Esta é uma das melhores Superligas dos últimos tempos, com jogos muito equilibrados, grandes clássicos e ginásios lotados."

A oposto Sheilla também apontou o desequilíbrio da equipe como fator principal da derrota. "A gente começava a abrir e errava na mesma proporção. Não conseguimos segurar a nossa vantagem", resumiu. 

A ponteira Mari acrescentou que agora o time deve se concentrar nos próximos confrontos e lutar até o final. "Defendemos e bloqueamos mal, bem abaixo do que estamos acostumadas, e contra o Osasco isso é fatal. Marcamos mal, e a Sheilla foi muito bem marcada", observou, mostrando não se intimidar com a rivalidade entre as duas equipes. "Nós ganhamos lá, elas ganharam aqui, está um a um."

Com o resultado desta sexta, a Unilever perdeu a invencibilidade sobre o time de Osasco – a última derrota do time comandado pelo técnico Bernardinho havia sido na decisão da Superliga 2009/2010, em abril de 2010. As duas equipes se enfrentaram 66 vezes na Superliga, com 37 vitórias da Unilever e 29 da equipe paulista. Heptacampeã, a Unilever disputou com o Sollys/Nestlé, tetracampeão, as últimas sete finais da Superliga, também com saldo positivo para as cariocas, com cinco vitórias. 

Quartas-de-final

De olho nos playoffs, a Unilever terá pouco tempo de descanso. As jogadoras voltam aos treinos já no domingo, iniciando a preparação para os jogos das quartas-de-final, contra o Mackenzie/Cia do Terno. A primeira partida será disputada na terça-feira (13/3), em Belo Horizonte, às 16h30, e a segunda será no sábado (17/3), no Maracanãzinho, Rio de Janeiro, às 10 horas da manhã. Se for necessária, a terceira partida está marcada para 19/3 (segunda), às 21h15, também no Maracanãzinho.

Os outros três confrontos de quartas-de-final são os seguintes: Sollys/Nestlé x BMG/São Bernardo, Vôlei Futuro x Banana Boat/Praia Clube e Usiminas/Minas x Sesi SP.
 



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x