Search
Sunday 25 October 2020
  • :
  • :

Virada sérvia deixa cinco seleções virtualmente empatadas

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

“Eu não tenho palavras para dizer o que aconteceu nesta partida”, disse o técnico Yuri Marichev ao final do jogo da madrugada desta segunda-feira. Compreensível. Numa disputa de cinco sets contra um adversário disposto e capaz de pleitear o título da Copa do Mundo – ou, ao menos, uma das duas vagas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro –, a Rússia perdeu sua invencibilidade no torneio. A Sérvia venceu de virada por 3 sets a 2 (22-25, 22-25, 25-14, 25-23, 15-12), em pouco mais de duas horas de partida.

 

Agora, são cinco times com seis vitórias e uma derrota, a quatro rodadas do final. A Sérvia está na quinta posição, com 16 pontos, mas empatada com EUA, Japão, Rússia e China. Contudo, mais do que embolar o campeonato, o resultado deixou o time dos Balcãs numa situação privilegiada na competição: dos quatro jogos que lhe faltam no torneio, três adversários sérvios não têm chance na competição, só cumprem tabela – Cuba, Quênia e Argentina, enquanto os rivais pelas vagas olímpicas e pelo título terão, ao menos, duas partidas de confronto direto pela frente.

 

No jogo, o duelo de opostas deu empate. Tijana Boskovic e Nataliya Goncharova assinalaram 27 pontos cada uma. A vantagem da jogadora sérvia no ataque foi pequena, 26 pontos a 24. Nos fundamentos, a Rússia teve mais pontos de bloqueio (18 a 14) e no saque (4 a 2), mas a Sérvia teve mais pontos no ataque (69 a 61) e ganhou mais pontos em erros do adversário do que a Rússia (24 a 16). Mas, na visão do técnico sérvio Zoran Terzic, o que fez a diferença na partida foi o fundo de quadra.

 

“Perdemos os dois primeiros sets e é difícil vencer a Rússia em três parciais consecutivas. Começamos a jogar bem a partir do terceiro set e vencemos”, comentou. “Tijana Malesevic jogou bem hoje”, elogiou o treinador.

 

Malesevic entrou no decorrer do primeiro set no lugar de Jelena Nikolic. Ela contribuiu com cinco pontos no ataque e um ace, mas, principalmente, na recepção. Enquanto a titular saiu por falhar, segundo as estatísticas, em três serviços russos, nenhum saque contra sua recepção se converteu em ponto direto para as adversárias. Além disso, ela foi a segunda melhor defensora do time na partida, atrás apenas de Mihajlovic.

 

“Sabíamos que seria difícil contra a Rússia. Elas têm bloqueadoras altas e fortes. Poderíamos ter vencido este jogo antes, mas estou feliz de qualquer forma. Foi difícil reagir e vencer”, disse Mihajlovic.

 

O próximo adversário da Sérvia é o Japão, amanhã, às 7h20, pelo horário de Brasília. À 0h10, a Rússia joga contra o Peru.

 

Veja os demais resultados da sétima rodada da Copa do Mundo:

 

EUA 3-0 Argentina (25-16 25-19, 25-14)
China 3-0 Quênia (25-7, 25-15 25-14)
Cuba 3-0 Argélia (25-17, 25-16, 25-14)
Rep. Dominicana 3-1 Peru (25-18, 25-19, 22-25, 25-17)
Japão 3-0 Coreia do Sul (25-17, 26-24, 25-17)




Subscribe
Auto Notificar:
guest
1 Comentário
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Cleide Cardoso

Essa conta está errada: a Sérvia tem 16 pontos! Rússia, Japão e China tem 18 e EUA 19

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x