Search
Saturday 28 November 2020
  • :
  • :

Virna aposta em Sollys e Unilever como favoritos da Superliga

Foto: Divulgação

A potiguar Virna Dias, dona de duas medalhas olímpicas, deixou o seu nome marcado no voleibol brasileiro. Ao todo, foram quatro títulos da mais importante competição de clubes do Brasil. A ex-jogadora levantou o troféu de campeã nas temporadas 98/99 (Uniban-SP), 00/01 (Flamengo-RJ), 02/03 (BCN/Osasco-SP) e 08/09 (Rexona Ades-PR).

Apesar de valorizar todas as conquistas, Virna não esconde um carinho especial pelo título com a camisa do Flamengo.“Nós tínhamos a quarta força do campeonato e acabamos campeãs. Foi incrível. Vencemos na base da superação. O grupo estava com os salários atrasados e conseguimos grandes atuações”, afirmou Virna.

Sobre a final, disputada no ginásio do Maracanãzinho lotado contra o Vasco, a medalhista olímpica diz ter feito um dos jogos da sua vida. “Nunca vou me esquecer daquele dia. Sou flamenguista e só de lembrar aquele ginásio inteiro gritando o meu nome fico emocionada. O Vasco tinha um grande time, mas sabia que aquele título seria nosso. Naquele dia estava inspirada. Até hoje as pessoas se lembram daquela final. Foi uma decisão decidida no tie-break que marcou época ”, disse a ex-jogadora.
 

Para Virna, a Superliga proporciona experiências inesquecíveis tanto para as jogadoras como para o público. “Essa competição foi marcante na minha vida. Os campeonatos sempre foram muito equilibrados. Eu me lembro do título pela Uniban. Tínhamos um belo time, com a Fofão, a Janina, a Ida e a Patrícia Coco. Não éramos as favoritas, mas vencemos o time do Rexona na decisão”, recorda a ex-ponteira.


Sollys/Nesté e Unilever: os favoritos de Virna

Mãe de dois meninos, dona de duas medalhas olímpicas e diversos títulos com a camisa da seleção brasileira, comentarista da Rede Record e consultora de duplas de vôlei de praia, Virna tem um currículo vasto, que a deixa tranquila para dar seus palpites para a edição da Superliga que terá seu início no dia 23 de novembro.

“Sollys/Nestlé (SP) e Unilever (RJ) continuam sendo as principais forças da competição. O time de Osasco tem a base da seleção campeã olímpica e a Unilever se reforçou com a chegada da Fofão e da Logan Tom. Sem contar a Natália, que é o futuro do nosso voleibol”, analisou Virna, que citou ainda as equipes da Amil/Campinas e do Sesi-SP como possíveis surpresas.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x