Search
Thursday 1 October 2020
  • :
  • :

Vivo elimina Cimed está na semifinal

 30/03/12 – Um play-off disputado entre os dois maiores vencedores da história da Superliga masculina de vôlei, não poderia ser diferente. Três jogos e todos decididos no tie-break. Nesta sexta-feira (30.03), o Vivo/Minas (MG) foi até Florianópolis e venceu a Cimed/SKY (SC), de virada, por 3 sets a 2, parciais de 20-25, 23-25, 25-19, 25-19 e 15-13, em 2h28 de jogo, no ginásio Capoeirão, lotado.


Com o resultado, o Vivo/Minas continua na briga pelo título da competição. O time dirigido por Marcelo Fronckowiak buscará a quinta conquista na história da Superliga. Já a Cimed/SKY, que também tem quatro títulos, foi eliminada.

O adversário do Vivo/Minas sairá do duelo entre Sada Cruzeiro (MG) e BMG/São Bernardo (SP). Os times estarão frente a frente neste sábado (31.03), a partir das 12h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG). O canal Sportv transmitirá ao vivo.

Nos outros dois jogos do play-off das quartas-de-final, os placares também tinham sido equilibrados. Foram 10 sets em dois jogos. No primeiro confronto, em Florianópolis, vitória da Cimed/SKY, por 3 sets a 2. Em Belo Horizonte, o Vivo/Minas deu o troco e devolveu o placar, empatando a série.

Momento mágico

A festa mineira foi grande na quadra do Capoeirão. Após o erro de saque do central Éder, que selou a vitória do Vivo/Minas no quinto set, o técnico Marcelo Fronckowiak comemorou.

“Este é um momento mágico. Quem diria que o Vivo/Minas estaria nas semifinais? Ninguém. Mas esse grupo disse. È mágico, mas ainda não acabou. Não podemos nos contentar com uma semifinal somente. Com a liderança do Marcelinho e a juventude do Lucarelli, fizemos um grupo excelente”, disse o treinador da equipe mineira.

Melhor jogador da partida, o levantador Marcelinho também festejou a classificação do Vivo/Minas. “Esse grupo merece demais. Vencer uma partida por três sets a dois depois de estar perdendo por dois a zero é fantástico. Esta foi a nossa tônica durante toda a Superliga. Esse time não merecia sair daqui desclassificado. Trabalhamos quietinhos, em Belo Horizonte. Nunca ninguém apontou nosso time entre os cinco favoritos. Agora, estamos entre os quatro primeiros”, festejou o levantador, para depois apontar como o time chegará para a semifinal:

“Somos um grupo aguerrido, sem grandes estrelas. Temos jogadores que trabalham muito. Temos um patrocinador que nós dá confiança e um clube que nos dá tranquilidade”, finalizou.

Do lado da Cimed/SKY, o central Eder avaliou a derrota: “Infelizmente, não deu. Os três jogos foram a imagem da Superliga. Ou seja, muito equilíbrio. Começamos bem, mas não mantivemos o ritmo durante o jogo. O tie-break foi equilibrado, como todo set decisivo”, lamentou o maior pontuador da Cimed/SKY na partida, com 16 pontos.

Vôlei Futuro x RJX

A outra série semifinal já está definida. O Vôlei Futuro (SP) enfrentará o RJX (RJ) por um lugar na decisão. O time de Araçatuba eliminou a Medley/Campinas (SP), enquanto a equipe carioca desclassificou o Sesi-SP, atual campeão da competição.

Cimed/Sky – Bruno, Rivaldo, João Paulo Tavares, Renato, Gustavo e Éder. Líbero – Thales. Entraram – Kaio, Murilo, Badá, Renato Felizardo e Rafael. Técnico – Douglas Chiarotti

Vivo/Minas – Marcelinho, Filip, Bruno, Lucarelli, Otávio e Henrique. Líbero – Polaco. Entraram – Manius, Orestes, Rodrigo e Edinho. Técnico – Marcelo Fronckowiak



Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x