Search
Sunday 20 September 2020
  • :
  • :

Vivo/Minas vence BMG Montes Claros e está na final do Mineiro

 26/11/11 – O Vivo/Minas se classificou para a final do Campeonato Mineiro Masculino, após vitória de 3 sets a 1, neste sábado, 26, no ginásio Poliesportivo do Riacho. Em 2h13min, os minastenistas venceram com parciais de 25-21, 25-18, 19-25 e 25-23 . A equipe aguarda definição do seu adversário na partida deste domingo, 27, entre Sada/Cruzeiro e Olympico/MartMinas.

"); // -->

 

A partida começou com o Vivo/Minas com bom volume de jogo, com bons bloqueios e ataques do estreante Rejlek, oposto tcheco. O Pequi Atômico cometia e o adversário chegou a abrir cinco pontos de vantagem. O treinador do Montes Claros, na tentativa de organizar seu time, solicitou seus dois tempos, o que fez a equipe reagir. Apesar da melhora da equipe do Norte de Minas, os minastenistas se aproveitaram da diferença de pontos imposta no set e fecharam o set.

A segunda etapa foi marcada pelos erros do BMG/Montes Claros. O bom saque do Minas desestabilizava a recepção do Pequi Atômico e, consequentemente, o bloqueio da equipe belorizontina funcionava. O time do Norte de Minas, ao tentar igualar o marcador, se esbarrava nas falhas, no total dez durante o período e os minastenistas se aproveitavam disso. Com bom passe, o levantador minastenista Marcelinho, dava boa dinâmica, que, com boa atuação de Manius e Rejlek, fizeram dois sets a zero.
 
Dispostos a reverter a situação, o Montes Claros veio com outra postura para o terceiro set. Com uma defesa consistente, principalmente no bloqueio, a equipe equilibrou a partida. As entradas do levantador Rívoli, do ponta Léo Caldeira e o central Salsa, fizeram o Pequi Atômico entraram mais agressivos e vibrantes dentro de quadra. Com isso, a equipe do Norte de diminuiu para dois sets a um. 

Para fechar a partida, os minastenistas entraram impondo seu ritmo de jogo. Marcelinho fazia uma boa distribuição para seus atacantes. Porém, o BMG/Montes Claros estava disposto a levar o jogo para o tie break. Em período muito equilibrado, ambos os times vibravam muito a cada ponto e se alternavam no placar. A etapa foi decidida nos bons ataques do oposto minastenista Rejlek, que marcou oito pontos no set e 22 em toda partida. 

Para o treinador minastenista, Marcelo Fronckowiak, a vitória aconteceu devido aos intensos trabalhos na preparação do jogo. “Fizemos uma boa partida, com poucos erros. Trabalhamos muito durante a semana que antecedeu a semifinal e isso ficou claro. Tivemos um bom bons bloqueios e uma defesa que atuou bem. Agora é pensar na final e trabalhar”, disse o treinador.

Henrique, central do Vivo/Minas, acredita que a equipe soube neutralizar o adversário. “Jogamos os dois primeiro sets muito bem. Apesar de ter perdido o terceiro, conseguimos apresentar um bom voleibol. No ultimo, conseguimos voltar a mostrar um bom rendimento. Durante a partida, soubemos marcá-los e isso foi fundamental para a vitória. Nosso time foi muito constante e soube jogar”, conta o camisa 15. 
 
"Nos dois primeiros sets o nosso time estava apático. No terceiro conseguimos uma boa reação e no quarto set perdemos no detalhe. O voleibol é isso, quem errar menos vence e hoje erramos mais. Agora é se preparar para a Superliga", analisou o ponteiro do BMG Montes Claros, Léo Caldeira.
 
O BMG Montes Claros se despede do Mineiro com cinco vitórias e quatro derrotas. As vitórias foram sob o comando do técnico Manu que deixou a equipe perdendo apenas para o Sada Cruzeiro, vice-campeão da Superliga.

BMG/Montes Claros: Tuba, Rafinha, Silêncio, Cléber Mineiro, Alberto, Reffatti e o líbero Fábio Paes. Entraram: Léo Caldeira, Rívoli, Salsa e Ricardo Serafim.

Vivo/Minas: Marcelinho, Manius, Lucarelli, Otávio, Henrique, Rejlek e o líbero Polaco. Entraram: Samuel, Rodrigo e Anderson.
 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x