Search
Monday 21 September 2020
  • :
  • :

Vôlei Amil derruba São Caetano e vai para a Semifinal contra Unilever

Foto: Felipe Christ/Vôlei Amil

O Vôlei Amil é semifinalista da Superliga. O time de Campinas derrotou o São Cristóvão/São Caetano por 3 sets a 0, parciais de 21-19, 21-13 e 21-16, em 1h09 na na noite desta sexta-feira (28/03), em São Caetano, e fechou o playoff das quartas de final com placar de 2 a 0.

O primeiro set foi um verdadeiro sufoco para o Vôlei Amil. O São Caetano começou pressionando chegou a abrir 5 pontos de vantagem (10-5). Aos poucos, o time de Campinas foi se acertando em quadra. E calcado na potência ofensiva de Walewska e Kristin (ambas com 6 pontos na parcial), empatou no 13-13. A virada veio no 14-13, com Rosamaria. A partir daí, as comandadas de Zé Roberto não deixaram mais a liderança do marcador. E apesar das dificuldades até o final, fecharam por 21-19, com uma pancada de Natália da entrada de rede, após 26 minutos.

Quando o segundo set começou, a impressão era de que seria um repeteco do primeiro. Só impressão. Após virar atrás no primeiro tempo técnico (6-7), o Vôlei Amil dominou. Kristin continuou implacável. Com mais 6 pontos, a ponteira norte-americana dominou a rede e fez a diferença. A defesa também acertou o posicionamento e o bloqueio foi mais efetivo, tocando mais na bola e permitindo contra-ataques. O resultado foi uma vitória tranquila por 21-13, em 20 minutos.

O equilíbrio deu o tom no terceiro set. Desta vez, quem começou melhor foi o Vôlei Amil, que chegou na frente nos dois tempos técnicos (7-6 e 14-12). Após a segunda parada, o São Caetano reagiu e chegou ao empate no 14-14 e ameaçou estragar a festa das visitantes. Porém, no momento de dificuldade, o bloqueio mostrou sua força, especialmente com Carol Gattaz, Claudinha e Walewska. Com isso, voltou a abrir vantagem e fechou por 21-16, após ataque de Carol na bola de china, em 23 minutos, para garantir a classificação.

O técnico Zé Roberto elogiou o comportamento de seu time. “Já esperava um São Caetano mais aguerrido, mas gostei do desempenho da equipe em todos os fundamentos, especialmente no sistema defensivo”, afirmou o treinador, que agora volta suas atenções para o confronto diante do Unilever. “Acredito que teremos uma semifinal equilibrada. O Rio de Janeiro tem um time experiente, com uma grande levantadora, que é a Fofão, ataque e bloqueio pesados. Vamos treinar e estudar muito para lutar por um lugar na decisão”, garantiu.

Claudinha, que ganhou o troféu VivaVôlei como a melhor em quadra, também esperava uma partida complicada. “Sabíamos que elas viriam forte, afinal, podia ser o último jogo delas na competição, como de fato foi. Elas sacaram muito bem, mas nós soubemos manter a calma nos momentos mais difíceis, passar a bola mais alto quando a recepção não foi tão boa, e agora estamos na semifinal. O bom é que temos ainda margem para evoluir e vamos trabalhar para isso”, finalizou.

Kristin não conseguia esconder o sorriso. E não era apenas pela grande atuação individual, mas pela atuação do grupo. “Estou muito feliz com o que apresentamos nesta noite, em São Caetano. Elas sacaram muito forte, mas conseguimos colocar em prática tudo o que treinamos. E nos preparamos muito para essa partida. Agora vamos treinar ainda mais para a semifinal”, completou a ponteira norte-americana maior pontuadora do jogo, com 17 acertos.

Agora, o técnico Zé Roberto e suas atletas focam na disputa por um lugar na decisão. O duelo será diante do Unilever, do Rio de Janeiro, que eliminou o Pinheiros. As datas das semifinais são 8 e 11 de abril e a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) ainda vai definir a ordem dos confrontos.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x