Search
Friday 25 September 2020
  • :
  • :

Vôlei Amil recebe Sollys/Nestlé neste sábado, às 17h, em Campinas

Foto: Felipe Christ/Amil

O Vôlei Amil recebe o Sollys/Nestlé, neste sábado (06/10), em seu ginásio, em Campinas, pela penúltima rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista Feminino. Em terceiro lugar no estadual e já classificado para o playoff semifinal, a equipe do técnico José Roberto Guimarães entra em quadra pronta para lutar de igual para igual contra o líder invicto e se recuperar do tropeço diante do Sesi-SP. Porém, para o treinador, tão importante quanto uma vitória é o modo como o time se apresentará na Arena Amil. Ele espera que o grupo mostre a contínua evolução dos treinos, já se preparando para a etapa decisiva do campeonato.

Um dos pilares da filosofia do técnico do Vôlei Amil é que a excelência não está somente nos resultados, mas, e principalmente, na trajetória para alcançar as conquistas. E é isso que ele espera ver em quadra neste sábado. Um time mais maduro, consciente e preparado para encarar desafios. E desafio é o que não faltará em Campinas. Afinal, o adversário tem cinco jogadoras que formaram a base da Seleção Brasileira campeã em Londres sob o comando do próprio Zé Roberto.

Leia mais:

Vasileva deve se apresentar ao Vôlei Amil na próxima semana

“Sabemos da força do Sollys, um time que inclusive está se preparando para o Campeonato Mundial de Clubes. Mas o importante é que continuemos evoluindo como um todo, já pensando na fase decisiva do Paulista”, afirma o técnico.

O treinador sabe que por se tratar de um time novo, que saiu do zero há pouco mais de três meses, os resultados são muito bons. Mas ele faz questão de insistir que esse grupo pode e renderá ainda muito mais. Entre os fundamentos exigidos pelo treinador, e que ele espera uma drástica evolução, a defesa merece destaque. Para ele, este é o ponto que definirá vitórias ou derrotas para o Vôlei Amil. “A relação bloqueio/defesa ainda é o ponto no qual precisamos trabalhar mais”, completa.

Vontade para vencer

Nenhum time gosta de ser superado, e se sente mal quando não joga bem. Foi o que aconteceu contra o Sesi-SP. O resultado pode ser medido na atitude das atletas nos treinos, ainda mais dedicadas em acertar ao máximo e ‘mordidas’ com os próprios erros. Quem resume esse sentimento é Pri Daroit.

Foto: Felipe Christ/Amil.

Foto: Felipe Christ/Amil.

“Para nós, o jogo contra o Sollys será de recuperação. Vamos entrar firme, superligadas e dar 110% de nós. Temos totais condições de vencer. Posso dizer que estamos bravas e querendo mostrar que viemos para ficar e que temos totais condições de ganhar do Osasco, que é considerado o melhor time do Brasil. Temos jogadoras e comissão técnica excelentes e vamos mostrar isso em quadra”, enfatiza.

A ponteira destaca ainda o entrosamento crescente entre as atletas como um dos pontos fortes do Vôlei Amil. “Estamos cada vez mais unidas como grupo, ou seja, uma conhecendo mais a outra em quadra e isso também fará a diferença em relação aos jogos anteriores”, assegura. Ela também aposta alto no comando de José Roberto e seus auxiliares. “Com certeza a comissão técnica estudou muito o Osasco e vai nos passar tudo que for preciso em termos de marcação e tática de jogo para buscarmos a vitória, que será muito importante para nós.”

Capitã e uma das atletas mais experientes do Vôlei Amil, Walewska comprova o brio de sua equipe. “Esse time é novo, mas é muito consciente. Conversamos ainda no vestiário depois do jogo contra o Sesi-SP sobre o que precisamos melhorar e me surpreendi positivamente com a postura das meninas. Ninguém se abala fácil e logo busca soluções para os problemas. Mesmo as mais jovens mostram se importar bastante com resultados e o desempenho em quadra e não estão satisfeitas. Todas querem melhorar sempre”, revela a meio de rede.

Assim como o técnico José Roberto, Walewska espera que o Vôlei Amil apresente neste sábado o quanto evoluiu ao longo do Estadual. “Temos que mostrar tudo o que crescemos a cada jogada, senão, contra um time que é a base da Seleção Brasileira, complica.” Para a meio de rede, mais uma vez sacar bem será fundamental. “Nós dependemos muito do saque para organizar nosso bloqueio e defesa. Contra o Sesi erramos muito (foram 16 falhas no total nesse fundamento) e por isso tivemos de correr atrás delas, como o próprio Zé Roberto lembrou. Neste sábado, vamos forçar o serviço para complicar o passe do Sollys e tirar ao máximo o ataque delas. Esse tem que ser nosso jogo tático”, completa.

Ingressos

Há duas maneiras do torcedor garantir sua presença na Arena Amil. A primeira é retirar as entradas em um dos três pontos da Ingresso Rápido em Campinas. O atendimento começa às 10h e é gratuito. Porém, é necessário preencher um cadastro bastante simples, cujo objetivo é formar a torcida do Vôlei Amil. Importante lembrar que o ingresso só é válido levando 1kg de alimento não perecível ao ginásio (menos sal e açúcar).

A segunda maneira é retirar o ingresso na própria Arena Amil, no dia partida. Para isso, é preciso entrar na fan page oficial do Vôlei Amil no Facebook (www.facebook.com/VoleiAmil) e imprimir a ficha cadastral. O torcedor deve levá-la preenchida junto com 1kg de alimento no perecível.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x