Search
Monday 18 November 2019
  • :
  • :

Vôlei Bauru encara Renata/Valinhos mirando o G8

Foto: Divulgação/Bauru

O Vôlei Bauru tenta reencontrar o caminho da vitória na Superliga 2017/2018 hoje, às 13h, no Ginásio Panela de Pressão, diante do Renata/Valinhos. Vindo de resultados negativos após enfrentar dura sequência diante dos cinco principais favoritos ao título da competição – Camponesa/Minas, Dentil/Praia Clube, Vôlei Nestlé/Osasco, Sesc/RJ e Hinode/Barueri –, a equipe bauruense só pensa na reabilitação para poder melhorar sua campanha e se reinserir no grupo dos oito (G8) melhores times que avançam às quartas de final.

Atualmente na nona colocação com 9 pontos, obtidos após duas vitórias e sete derrotas, o confronto deste domingo diante do time paulista, válido pela décima rodada, é fundamental para o Vôlei Bauru poder não só subir um degrau na tabela de classificação, mas também retornar ao G8. Isso ocorrerá caso o Vôlei Bauru vença o time valinhense e o São Cristóvão Saúde/São Caetano seja derrotado por Brasília ou o vença por no máximo 3 a 2.

Apesar dos últimos insucessos em termos de resultados, o Vôlei Bauru tem “vendido caro” as derrotas e dificultado a vida de muitos adversários de respeito, como nas ocasiões em que só foi superado no tie break diante do Vôlei Nestlé/Osasco e do Hinode/Barueri. Por isso, a partir de agora o time bauruense quer deixar o “quase” para trás e voltar a vencer na competição.

“Nosso time não vem tendo bons resultados, porém tem tido boas performances. Tecnicamente e taticamente temos melhorado, mas sempre temos batido na trave e ficado no quase. Precisamos sair desse quase e dessa vitória para reagirmos. Fizemos grandes jogos, principalmente, contra Osasco e Barueri, mas precisamos sair do quase e vencermos. Temos de pensar jogo a jogo e no momento certo a vitória há de vir”, analisa a oposto Ariane, um dos principais destaques da equipe na partida diante do Hinode/Barueri, quando marcou 16 pontos. E acrescenta:

“Valinhos tem duas levantadoras muito boas que gostam de jogar bastante com as centrais, mas nossa preocupação não pode ser somente com as rivais. Temos de nos preocupar com nosso time também, minimizando nossos erros e melhorando o que não estamos fazendo bem nos outros jogos.”

Já o técnico do Vôlei Bauru, Fernando Bonatto, ressalta que o time precisa ter tranquilidade. “Mesmo com esses jogos duros e de altíssimo nível, nos comportamos muito bem. Conseguimos cumprir com os objetivos traçados para estes duelos e é muito importante que consigamos dar sequência. Precisamos ter bastante tranquilidade e equilíbrio para que essa ansiedade pela vitória não atrapalhe nosso jogo. Conseguimos vencer Valinhos no Paulista por 3 a 0, mas foi um jogo de muito volume e defesa. E, após o Estadual, novas atletas se integraram ao elenco delas, que cresceu como equipe e o jogo mudou. Por isso, teremos de fazer novas adaptações para enfrentá-los desta vez”, adverte o treinador.

 

Sequência caseira

Após encarar o Renata Valinhos/Country, o time bauruense terá pela frente o São Cristóvão Saúde/São Caetano no dia 10 de dezembro, às 13h, no encerramento do turno inicial da competição. Por fim, já em duelo válido pela primeira rodada do segundo turno, em 19 de dezembro, às 19h30, o desafio do Vôlei Bauru será o Pinheiros.

Desta forma, caso não haja novas mudanças, a equipe bauruense só voltará a fazer uma partida fora de seus domínios diante do Fluminense em 22 de dezembro, às 20h, no Ginásio da Hebraica, no Rio de Janeiro (RJ). Nesta data será realizada a última rodada deste ano da Superliga 2017/2018, que fará um recesso para a realização das festividades de Natal e Ano Novo e retorna com a terceira rodada do segundo turno em 9 de janeiro de 2018, quando o Vôlei Bauru enfrentará o BRB/Brasília Vôlei, no Ginásio Panela de Pressão, às 19h30.

 

Quer aproveitar as promoções da Futfanatics? Corre lá que os preços estão incríveis!




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »