Search
Tuesday 27 October 2020
  • :
  • :

Vôlei de praia: Brasil fica com o ouro no feminino e prata entre os homens

Larissa e Talita saem na frente na corrida olímpica (Foto: Divulgação/FIVB)

Larissa e Talita saem na frente na corrida olímpica (Foto: Divulgação/FIVB)

Em grande fase, Larissa e Talita conquistaram a medalha de ouro no primeiro Grand Slam do Circuito Mundial de vôlei de praia em 2015. Neste domingo (31), em Moscou, elas bateram as holandesas Madelein Meppelink e Marleen Van Iersel por 2 sets a 0, parciais de 21-17 e 21-14.

A marca também fez Larissa superar uma grande rival. Com a 51ª medalha de ouro em circuitos mundiais, a heptacampeã do torneio ultrapassa a tricampeã olímpica Kerri Walsh, que tem uma conquista a menos. Talita, por sua vez, chega ao 23º título do torneio. É a quinta conquista seguida da dupla, que em 2014 já tinha vencido os Grand Slams da Áustria, Polônia e Brasil, além do Open da Argentina. Esta foi a primeira participação delas em 2015.

“Ganhar é sempre muito bom, tenho experiências muito positivas aqui em Moscou, já havia vencido a competição. E toda a vez a torcida é vibrante, passa uma energia muito boa. Às vezes acho que meu nome é russo, porque as pessoas me chamam ‘Larissa, Larissa’, e eu penso até que são brasileiros. Estávamos bem concentradas, e deu tudo certo”, comemorou Larissa.

Com o título em Moscou, além da premiação de 57 mil dólares, a dupla soma 800 pontos na classificação do Circuito Mundial e lidera a corrida olímpica entre os times brasileiros que disputam a vagas às Olimpíadas do Rio 2016. “Começar com o pé direito é importantíssimo. O trabalho que a gente fez ao longo dos últimos meses para estar aqui foi muito grande, então estamos muito felizes com nosso objetivo”, completou Larissa.

Masculino

Na disputa masculina na capital russa, os cariocas Evandro e Pedro Solberg lutaram muito, mas acabaram superados pelos espanhóis Pablo Herrera e Adrian Gavira e ficaram com a medalha de prata na final. Após 43 minutos, o placar apontava duplo 21-19 para os europeus.

Foi a primeira final de Circuito Mundial de Evandro e Pedro, que se juntaram em outubro de 2014. A dupla conquistou duas etapas do Circuito Brasileiro, além de ter vencido em 2015 o Desafio Melhores do Mundo: Brasil x EUA. Evandro levou sua segunda prata, enquanto Pedro levou sua oitava prata na carreira internacional.

“É um misto de sensações, mas apesar do segundo lugar, tiramos boas lições do torneio. Fico feliz por chegar com muita força de vontade até a decisão, mas triste pelo resultado. Infelizmente o título não veio, mas largamos na frente (na corrida olímpica). Ainda é cedo para pensar em classificação, faltam sete semanas ainda e várias competições, mas estamos bem concentrados e focados nesse objetivo”, analisou Evandro.

Na disputa pelo terceiro lugar, Alison e Bruno Schmidt foram derrotados pelos alemães Jonathan Erdmann e Kay Matysik por 2 sets a 0 (21-19 e 21-17), em 39 minutos, somando 560 pontos e recebendo 24 mil dólares. Já a prata deixa Evandro e Pedro com 720 pontos na classificação do Circuito Mundial, um prêmio de 43 mil dólares e a liderança da corrida olímpica brasileira entre os homens.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x