Search
Monday 28 September 2020
  • :
  • :

Vôlei de praia: Títulos para Érica Freitas/Luiza Amélia e Léo Gomes/Bernart em Brasília

Paulo Frank/CBV

Pódio completo da etapa de Brasília do Nacional 2014/2015

Uma campeã inédita na atual temporada e um título com gostinho de revanche. Assim foram definidos os vencedores da etapa de Brasília (DF) do Circuito Banco do Brasil 2014/2015. Léo Gomes/Bernart (RJ) derrotou André/Marcus (ES), enquanto Érica Freitas/Luiza Amélia (MG/CE) venceu Evelyn/Fernanda Nunes (SC/RJ) subiram ao lugar mais alto do pódio na última etapa do ano, na manhã deste domingo (30), no Parque da Cidade.

 

Foi uma revanche para Léo e Bernart, que haviam sido derrotados na final da última etapa justamente para André e Marcus, em São José (SC). Já para Érica Freitas e Luiza Amélia foi a primeira conquista de uma etapa do Nacional na atual temporada. As duas duplas campeãs atingem pontuação que os recolocará no Circuito Banco do Brasil Open em 2015.

 

A partida da final feminina começou com Érica Freitas e Luiza Amélia abrindo 4 a 1 de vantagem, sacando bem e dificultando o trabalho das adversárias. Defendendo bem e utilizando frequentemente as largadas, o time da mineira e da cearense chegou a abrir 13 a 8 no início da decisão. Evelyn e Fernanda Nunes melhoraram na partida, mas não conseguiram tirar a diferença de pontos. Em ataque de Fernanda Nunes, a dupla fechou o primeiro set por 21/15.

 

O segundo set começou como terminou o primeiro, com vantagem de Érica/Luiza, que abriu 9 a 3 rapidamente. Sem conseguir contar os ataques adversários, Evelyn e Fernanda Nunes mudaram a estratégia de saque e conseguiram reduzir a diferença para quatro pontos: 8-12. Depois da parada técnica, porém, Érica Freitas e Luiza Amélia retomaram o controle da partida, fazendo seis pontos seguidos 18 a 8. Após diagonal de Érica Freitas, a dupla fechou o set e a partida em 21-11, em 33 minutos.

 

“Acho que o que foi determinante foi ver o jogo delas antes da final, ter conseguido estudar um pouco. Além disso, a velocidade do nosso jogo. Nós impomos uma velocidade que elas não conseguiram acompanhar, um tempo de jogo diferente. Era importantíssimo para nós conquistarmos esse resultado. Estávamos no Open etapas atrás e uma boa pontuação era muito importante. Viemos com essa responsabilidade, missão cumprida!”, analisou Érica.

 

Mais cedo nas semifinais, Érica Freitas e Luiza Amélia (MG/CE) tinham vencido Mayana/Flávia (TO/RJ) por 2 sets a 0 (23-21, 21-16), em 40 minutos. Já Evelyn/Fernanda Nunes (SC/RJ) chegou à decisão com triunfo por 2 sets a 1 (20-22, 21-16, 15-8) sobre Sandressa/Solange (AL/DF), em 1h13 minutos. Na disputa do bronze, melhor para Mayana e Flávia, que venceram por 2 sets a 1 (21-17, 19-21, 15-12), em 1h03 minutos.

 

Na reedição da final da última etapa do Nacional, em São José (SC), Léo Gomes/Bernart (RJ) começou melhor na partida e logo abriu 5 a 1. Sacando bem, a dupla carioca colocava muitas dificuldades na recepção, principalmente para André. Em erro de saque de Marcus, o placar chegou a 8-3. O time do Espírito Santo cresceu no jogo e reduziu a diferença para 10-13. O maior volume de jogo de Léo/Bernart, porém, fez a dupla administrar a vantagem e fechar o primeiro set em 21-17.

 

O segundo set continuou com domínio da dupla carioca. Mais regulares na virada de bola e ganhando os duelos na rede, Léo e Bernart foram para a parada técnica com 13 a 8 no placar. Diferente da final da etapa passada, André e Marcus abusaram dos erros na decisão, jogando muitos ataques para fora. Em ataque de André na rede, a vantagem subiu para 17 a 11. Pontuando sem problemas, os cariocas fecharam o set e o jogo em 21-16, em 43 minutos.

 

“Estamos num processo de constituição física, em duas semanas nosso ritmo de jogo e entrosamento aumento muito. E hoje, diferente da outra final, o saque do André não fez tanta diferença, enquanto o nosso incomodou mais. A gente jogou da nossa maneiro, se impondo mais, sendo menos passivo do que na etapa de São José”, analisou Léo Gomes.

 

Ele completou: “Durante muito tempo jogávamos o Open pensando em não cair para o Nacional, e o Nacional para subir ao Open. Após a etapa de Campinas, porém, conversamos com nossa psicóloga, Clarice Medeiros, e definimos metas mais palpáveis. Entramos tentando desfrutar mais da competição, jogar com alegria. Isso foi muito importante, assim como o trabalho do nosso preparador físico Thiago Boligan e do nosso técnico Tiê, da equipe VPB”.

 

Antes, nas semifinais, Léo Gomes/Bernart (RJ) tinha eliminado Álvaro Andrade/Anderson Melo (SE/RJ) por 2 sets a 0 (21-17, 21-16), em 45 minutos. Do outro lado, André/Marcus Borlini (ES) derrotou George/Guto (PB/SP) por 2 sets a 0 (21-14, 21-16), em 36 minutos. Na disputa de bronze, vitória de George/Guto por 2 sets a 1 (21-16, 14-21, 15-11), em 58 minutos.

 

Na primeira etapa, em Vitória (ES), Danielle/Aline (MS/BA) e Ícaro/Averaldo (PB/TO) ficaram com o título. No torneio seguinte, no Rio de Janeiro, Andréa Teixeira/Leize (SC) e Jô/Léo Vieira (PB/DF) foram os campeões. Já em Campinas (SP), na terceira etapa, outras duplas diferentes no lugar mais alto do pódio: Daniel Lazzari/Felipe Cavazin (SC/PR) e Fabíola/Thaís (DF/RJ).

 

Em São José (SC), na quarta etapa da temporada, o Nacional teve como campeões André/Marcus Borlini e Andréa Teixeira/Leize. Outras quatro etapas da temporada irão ocorrer em 2015: novamente em Brasília (DF), João Pessoa (PB), Campinas (SP) e Rio de Janeiro (RJ).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x