Search
Wednesday 28 October 2020
  • :
  • :

Wallace e Théo, as bolas de segurança dos finalistas

wallace 01

A briga de opostos titulares na final da Superliga masculina de vôlei 14/15 não vai ser uma briga. Amigos há tempos, Wallace, do Sada Cruzeiro (MG), e Théo, do Sesi-SP, jogaram juntos na temporada 2007/2008, no extinto Santander (SP), e se reencontraram na seleção brasileira. Nem mesmo lá, onde disputavam uma posição, houve rixa. O companheirismo é mantido até hoje e, no dia 12 de abril, na grande decisão, a rivalidade vai entrar em ação apenas a partir do apito do árbitro.

Na sexta temporada pelo Sada Cruzeiro, o paulistano Wallace, de 27 anos, se sente completamente à vontade no time mineiro. Foram dois títulos de Superliga conquistados, mas o mais recente recebe um carinho especial por parte do oposto. “Na temporada passada, jogamos em casa, diante de um Mineirinho lotado, e vencer com o apoio da torcida foi muito importante, principalmente porque no outro ano que jogamos em Belo Horizonte, perdemos para o Sesi-SP. Agora, vamos buscar esse título em casa e acredito que o bom entrosamento que temos, depois desse período todo juntos, vai ajudar. Manter um grupo por um longo tempo facilita para qualquer equipe”, lembrou Wallace.

 

Enfrentar o antigo conhecido é preocupante, já que Wallace destaca as qualidades do adversário desta final. “O Théo é um grande jogador. Nos conhecemos bem, tanto profissional, quanto pessoalmente, e sei dos méritos que tem. Com certeza, temos que dar uma atenção especial na marcação do seu ataque, pois ele está em uma grande fase. É um dos jogadores que seguram o ataque do Sesi-SP, especialmente ao lado do Lucarelli, e também tem uma boa base de bloqueio”, elogiou Wallace.

sesi x sbc 599x450

Théo, de 31 anos, retribui os elogios. “Nos damos muito bem e, na minha opinião, o Wallace é um dos melhores opostos do mundo. Está acima da média e vive uma fase espetacular. Solta muito, é bastante veloz e, com certeza, vai dar trabalho ao nosso time nesta final”, afirmou o oposto do Sesi-SP.

Depois de passar por equipes de Florianópolis (SC), Rio de Janeiro (RJ) e de ter tido a experiência internacional ao atuar no Japão, o oposto está pronto para encarar mais uma final de Superliga. Campeão com a Cimed (SC) e com o RJX (RJ), Théo quer assegurar mais um título para o seu histórico.

“Nosso time cresceu muito na reta final da Superliga. O entrosamento melhorou muito e, fisicamente, o grupo está muito bem”, disse Théo, que lembra com carinho da primeira final de Superliga que disputou, em 2009, contra o Minas, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ).

“Um momento que eu lembro muito bem, que ficou muito marcado, foi a entrada na quadra no Maracanãzinho. Era a minha primeira final, tudo era novidade e entramos bem na direção da arquibancada onde estavam as nossas famílias. O ginásio estava cheio, um clima muito especial, tínhamos um grupo único e foi realmente muito marcante. Depois, para completar, ganhamos o título”, relembrou Théo.

Superliga Masculina

Final

12.04 (domingo) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesi-SP
Horário/Local: Mineirinho, em Belo Horizonte (MG), às 10h
Transmissão: TV Globo e SporTV

Fotos: CBV/Divulgação




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x