Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Wallace: Não me vejo indo embora antes da semifinal

FIVB/divulgação

Seleção perde a invencibilidade e vai para o tudo ou nada contra a Rússia

A queda do último invicto no mundial masculino de vôlei ocorreu numa hora crucial. Começar a terceira fase com derrota para a Polônia obriga o Brasil a não pensar noutro resultado, contra a Rússia, senão, a vitória. Do contrário, a Seleção Brasileira não terminará entre os quatro melhores do torneio pela primeira vez desde 1998.

“Agora é ganhar ou ganhar. Não me vejo indo embora antes da semifinal. Vamos fazer bem feito o nosso amanhã”, prometeu o oposto Wallace.

Dúvida para a partida até poucas horas antes de subir a bola, Wallace foi reserva de Leandro Vissotto. Outro jogador que era dúvida, o ponteiro Murilo, não foi relacionado para o confronto com os anfitriões.

“A gente perde bastante sem Murilo, mas tem que aprender a jogar assim também. Perde no passe, mas ganha no ataque, com Lipe”, avalia o oposto.

Lipe foi o maior pontuador do Brasil, com 17 anotações no placar – 13 no ataque, três no bloqueio, um ace. Ele foi fundamental para a fácil vitória do Brasil no terceiro set, mas caiu de produção junto com o time na parcial seguinte.

“Eles sacaram um pouco melhor. A gente errou em alguns fundamentos. O jogo fugiu”, resumiu Wallace, único jogador brasileiro que falou com a mídia impressa depois da partida. Ele lembrou, ainda, que Michal Kubiak “provocou o jogo inteiro. Não tenho nada contra ele, mas não sou disso.”

Nesta quarta-feira, o Brasil enfrenta a Rússia, em Lodz, a partir das 15h25, hora de Brasília.

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x